Despedimentos colectivos aumentam 92% no primeiro semestre
19 Julho 2012, 10:13 por Jornal de Negócios Online | negocios@negocios.pt
4
Enviar por email
Reportar erro
0
Foram quase 500 as empresas que recorreram a despedimentos colectivos no primeiro semestre, afectando 4.191 trabalhadores, o que corresponde a uma quase duplicação face ao mesmo período do ano passado, de acordo com o "Público" que cita dados da Direcção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT).
O número de despedimentos colectivos disparou no primeiro semestre, atingindo mais de quatro mil trabalhadores, o que representa um aumento de 92% face ao mesmo período do ano passado, num período em que a taxa de desemprego tem subido para novos máximos históricos, superando pela primeira vez os 15%.

O “Público” revela que o número de empresas a recorrer a esta medida ascendeu a 478, o que representa um acréscimo de 83%.

O jornal, que cita os dados da DGERT sublinha que ambos os indicadores atingiram os níveis mais elevados do primeiro semestre desde 1995.
4
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags: