Zona Euro Dijsselbloem: Eurogrupo elogiou progressos de Portugal

Dijsselbloem: Eurogrupo elogiou progressos de Portugal

O presidente do Eurogrupo afirmou esta segunda-feira, no final de uma reunião de ministros das Finanças da Zona Euro, no Luxemburgo, que Portugal foi elogiado pelos progressos recentemente alcançados a nível de desempenho económico, no quadro da monitorização pós-programa.
Dijsselbloem: Eurogrupo elogiou progressos de Portugal
Reuters
Lusa 09 de outubro de 2017 às 18:22
"Elogiámos Portugal pelas recentes melhorias no desempenho económico, ao mesmo tempo que lembrámos naturalmente a importância de manter o 'momentum' de reforma e continuar no caminho da consolidação orçamental", apontou Jeroen Dijsselbloem, na conferência de imprensa no final da reunião, na qual Portugal esteve representado pelo secretário de Estado das Finanças, Ricardo Mourinho Félix.

Também o director do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), Klaus Regling, apontou que "Portugal fez progressos significativos, e isso é visível nas classificações das agências de notação e nos desenvolvimentos dos mercados", com uma queda nos juros da dívida, mas sublinhou igualmente que persistem "vulnerabilidades", pelo que "Portugal precisa de permanecer vigilante".

As conclusões da sexta missão pós-programa a Portugal foram um dos assuntos em agenda na reunião de hoje dos ministros das Finanças da zona euro, no Luxemburgo, um Eurogrupo que fica marcado pela despedida do ministro alemão Wolfgang Schäuble, que apontou Portugal como "prova" do sucesso da política de estabilização do euro e a ilustração de um "final feliz".

O relatório da Comissão Europeia sobre a sexta missão, divulgado na passada sexta-feira, também apontava para "progressos importantes", embora alertando para que "o desafio é manter o ritmo", defendendo por isso também "reformas ambiciosas" e uma "consolidação orçamental sustentada" para os próximos anos.

Na semana em que os Estados-membros devem ultimar as suas propostas de Orçamento para 2018 -- a data-limite para apresentação dos projectos orçamentais a Bruxelas é 15 de Outubro -, o ministro Mário Centeno não viaja até ao Luxemburgo, sendo Portugal representado pelo secretário de Estado das Finanças, Ricardo Mourinho Félix.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 1 semana

Sem duvida que o "progressão" da divida que já ultrapassou os 250.000 MILHOES foi obra do Toine e deste puto maravilho o Pato Ronaldo do ecofin....

Outro enorme "progresso" da cagadeiR+a tuga são os INCÊNDIOS!

As Greves e a Politica, o PC e PSD Há 1 semana

Com os resultados Autárquicas,era sabido, o PCP e o BE iam deitar Mãos as poderosas Armas Politicas, e mandatários Sindicais, tal como o PSD ha muito vem fazendo com Enfermeiros, como o Povo vai reagir nas próximas Eleições face as greves previstas ? Castigar os Responsáveis das Greves com + ou - %?

General Ciresp Há 1 semana

Ja venho notando ha uns tempos que os elogios vindos de fora,parece que sao motorizados a gasoleo,quando chegam as nossas maos esta tudo turbo,direi mesmo preto sujo.iremos algumas vez ter ilogios limpos que nos orgulhe?

pub
pub
pub
pub