Finanças Públicas Dívida pública desce em Setembro para 130,9% do PIB

Dívida pública desce em Setembro para 130,9% do PIB

Já se sabia que em termos nominais a dívida pública registou a maior queda do ano em Setembro. Hoje sabe-se que a dívida também diminuiu em percentagem do PIB.
Dívida pública desce em Setembro para 130,9% do PIB
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 22 de novembro de 2017 às 12:00

A dívida pública, na óptica de Maastricht, desceu em Setembro para 130,9% do produto interno bruto (PIB), revelam os dados divulgados esta quarta-feira, 22 de Novembro, pelo Banco de Portugal. A queda foi pronunciada, já que em Junho a dívida estava nos 132,1% do PIB.

A contribuir para esta evolução estiveram dois factores. A redução efectiva da dívida em termos nominais e o crescimento da economia.

 

A dívida pública situou-se em 249,1 mil milhões de euros no mês de Setembro, o que representa uma queda de 1.247 milhões de euros face a Agosto. A redução da dívida no mês em análise foi mesmo a mais pronunciada desde Novembro do ano passado. A contribuir para esta evolução esteve o reembolso de dívida feito no terceiro trimestre do ano.

 

Por outro lado, a economia cresceu, o que acaba por ajudar na evolução do peso da dívida face ao PIB. Os últimos dados revelam que a economia nacional cresceu 2,5% no terceiro trimestre do ano, o que representa um abrandamento do ritmo de crescimento que estava a ser registado este ano (2,8% no primeiro trimestre e 3% no segundo). Ainda assim, o ritmo continua a ser forte face ao histórico da evolução da economia nacional.

 

Os dados que existem apontam para que a dívida nacional continue a diminuir. Muito devido aos reembolsos antecipados ao Fundo Monetário Internacional. Em Outubro, o Governo reembolsou o fundo em mil milhões de euros e este mês já anunciou a amortização de mais 2,78 mil milhões de euros. Após estes reembolsos, Portugal já devolveu mais de 75% do empréstimo feito pelo FMI no âmbito do resgate financeiro concedido em 2011.




pub