Finanças Públicas Dívida pública supera pela primeira vez os 250 mil milhões de euros

Dívida pública supera pela primeira vez os 250 mil milhões de euros

A dívida pública voltou a aumentar em Agosto, superando pela primeira vez na história a fasquia dos 250 mil milhões de euros.
Dívida pública supera pela primeira vez os 250 mil milhões de euros
Bruno Simão/Negócios
Sara Antunes 02 de outubro de 2017 às 11:17
A dívida pública nacional, na óptica de Maastricht, voltou a crescer em Agosto, segundo os dados divulgados pelo Banco de Portugal esta segunda-feira, 2 de Outubro.

O montante total ascendeu a 250,38 mil milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 1,34 mil milhões face a Julho, atingindo assim um novo recorde.

O ministro das Finanças, Mário Centeno, ainda em meados de Setembro, reiterou a previsão de descida da dívida em percentagem do PIB, assumindo mesmo que esta deveria registar "a maior redução em 19 anos" ainda este ano. Mas em valores reais, o montante da dívida continua a subir. 

Em termos de percentagem do PIB, o Banco de Portugal não tem dados para Agosto, só divulgando a informação trimestralmente. O último indicador conhecido reporta-se a Junho, altura em que a dívida atingiu os 132,1% do PIB, o que corresponde a um aumento face aos dois trimestres anteriores, mas está abaixo do valor se Setembro (132,8%).

 

Com esta evolução da dívida nominal, a justificar uma descida da dívida em percentagem do PIB estará apenas o crescimento económico nacional, que registou um crescimento de 3% no segundo trimestre do ano, segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

O Banco de Portugal explica o aumento da dívida pública com as "emissões líquidas de títulos de 2,4 mil milhões de euros e uma diminuição de empréstimos de 1,2 mil milhões de euros, essencialmente por via do reembolso antecipado de empréstimos do Fundo Monetário Internacional (0,8 mil milhões de euros)".

Já a dívida líquida de depósitos diminiu em 1,7 mil milhões para 228,4 mil milhões de euros, a beneficiar de um aumento dos activos em depósitos no valor de três mil milhões de euros.


(Notícia actualizada, pela última vez, às 12:17)



Saber mais e Alertas
pub