Função Pública FMI: Dois anos na mobilidade especial pode conduzir ao despedimento
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

FMI: Dois anos na mobilidade especial pode conduzir ao despedimento

Governo "não se pode dar ao luxo" de pagar rescisões caras. FMI propõe alternativas, admitindo um corte de 70 mil a 140 mil funcionários.
FMI: Dois anos na mobilidade especial pode conduzir ao despedimento
Catarina Almeida Pereira 09 de janeiro de 2013 às 07:00

A colocação de funcionários no quadro de excedentários deve ser temporária, evoluindo depois para a recolocação ou para o despedimento. Esta é uma das várias estratégias admitidas

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 09.01.2013

Primeiro reduziram, reduziram, reduziram o prazo de indemnizações de vários anos de trabalho a apenas 12, reduziram o prazo de 1 mês a 20 dias, de 20 a 10 e agora só falta meter as pessoas na rua há fome porque indemnização nem vê-la, mesmo assim os privados estão melhores a levar até 3 anos de subsidio de desemprego e não vão trabalhar antes porque se ganha mais como desempregado do que a trabalhar e não se têm chatices. Já o funcionário publico vai sair com uma mão há frente e outra atrás sem ter como sobreviver a esta razia descomunal e sem fim há vista para se SUSTENTAR BANQUEIROS, os amigos etc. Não sei se já se perceberam que quem começa estas crises são sempre os banqueiros gananciosos que quando têm o fogo no rabo vão os politicos aflitos a injectar dinheiro que é de quem trabalha para ajudar aquela cambada de trafulhas e vigaristas. Se tivesse-mos politicos á altura sabiam que era insustêntável acabar com as pescas, a agricultura, a industria deste país a troco de subsidios de algum modo generosos porque sem pesca, industria e agricultura iria-mos acabar por comprar aos outros países da UE e assim aumentar a sua produtividade. Agora temos o país e as suas gentes a saldo e há fome por causa de politicos incompetentes que grassam neste país nos ultimos 40 anos. PARABENS POVO PORTUGUÊS, POR SERES TÃO ESTUPIDO E ANALAFABETO, os politicos deste país agradecem-te.

comentários mais recentes
Anónimo 09.01.2013

Primeiro reduziram, reduziram, reduziram o prazo de indemnizações de vários anos de trabalho a apenas 12, reduziram o prazo de 1 mês a 20 dias, de 20 a 10 e agora só falta meter as pessoas na rua há fome porque indemnização nem vê-la, mesmo assim os privados estão melhores a levar até 3 anos de subsidio de desemprego e não vão trabalhar antes porque se ganha mais como desempregado do que a trabalhar e não se têm chatices. Já o funcionário publico vai sair com uma mão há frente e outra atrás sem ter como sobreviver a esta razia descomunal e sem fim há vista para se SUSTENTAR BANQUEIROS, os amigos etc. Não sei se já se perceberam que quem começa estas crises são sempre os banqueiros gananciosos que quando têm o fogo no rabo vão os politicos aflitos a injectar dinheiro que é de quem trabalha para ajudar aquela cambada de trafulhas e vigaristas. Se tivesse-mos politicos á altura sabiam que era insustêntável acabar com as pescas, a agricultura, a industria deste país a troco de subsidios de algum modo generosos porque sem pesca, industria e agricultura iria-mos acabar por comprar aos outros países da UE e assim aumentar a sua produtividade. Agora temos o país e as suas gentes a saldo e há fome por causa de politicos incompetentes que grassam neste país nos ultimos 40 anos. PARABENS POVO PORTUGUÊS, POR SERES TÃO ESTUPIDO E ANALAFABETO, os politicos deste país agradecem-te.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub