Política Monetária Draghi: “BCE tem de manter-se em guarda porque inflação ainda não é sustentável”

Draghi: “BCE tem de manter-se em guarda porque inflação ainda não é sustentável”

Draghi não deu pistas sobre a direcção de política monetária no discurso que preparou para a conferência de Jackson Hole. Mas com o euro a disparar, o presidente do BCE disse, após essa intervenção, que ainda é necessário um “grau significativo” de expansionismo monetário.
Draghi: “BCE tem de manter-se em guarda porque inflação ainda não é sustentável”
Bruno Simão/Negócios
Rui Barroso 25 de agosto de 2017 às 21:14

Mario Draghi defendeu numa sessão de perguntas e respostas que se seguiu ao seu discurso na conferência de Jackson Hole que a inflação na Zona Euro ainda não é sustentada e que o BCE tinha de manter a guarda. "A convergência da inflação na Zona Euro ainda não é sustentável", disse, citado pela Bloomberg. E afirmou ainda que o BCE deve continuar vigilante, já que a inflação ainda não está na meta pretendida, devido à situação do mercado de trabalho e à lenta alteração no valor nominal dos salários.


O presidente do BCE até reconheceu que a recuperação na Zona Euro está a "ganhar tracção" mas que ainda "é necessário manter um grau significativo de acomodação monetária". Considerou porém que o programa alargado de compra de activos tem funcionado "muito bem".

As declarações de Draghi surgem numa sessão em que o euro atingiu máximos de Janeiro de 2015. Depois de Janet Yellen não ter feito menção no seu discurso sobre a evolução das taxas de juro nos EUA, a nota verde perdeu força. A subida intensificou-se depois do discurso preparado por Draghi não ter dado indicações sobre o processo de retirada do programa de compras, que termina no final do ano. O BCE admite estender as compras em 2018, diminuindo gradualmente o ritmo. Mas não tem revelado os detalhes de como está a preparar a saída do programa.

O euro iniciou a sessão em 1,1799 dólares. Já esteve a subir 1,20% para 1,1941 dólares, o valor mais alto desde o início de 2015. E após as declarações de Draghi sobre a inflação atenuou a valorização para 1,1921 dólares. Nos relatos da última reunião do BCE, responsáveis do banco central alertaram para os riscos de subidas significativas no valor da moeda única para a economia europeia e para a recuperação da inflação. 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

amigo ciresp. percebo a sua angustia. a sua duvida. eu tambem sinto o mesmo. e que estas estrategias provocam picos cardiacos que levam a cabeca ao teto como diria um catedratico famoso. tem que perceber que estas teorias economicas sao um misterio so ao alcance de eleitos e esclarecidos. e mais dificil perceber os teorias economicas nestas cabecas com tantas teias do que encontrar ver um neutrino

Anónimo Há 3 semanas

Caro Draghi. Sugiro que forme uma task force composta por: Socas, Bacalhau Salgado, Vareta, ZaBa, Pinho dos Cursos, Taxa dos Santos. Com uma administracao em peso constituida por antigos Presidentes a CGD. Era sucesso garantido.

Anónimo Há 3 semanas

O que não seria sustentável é a dívida pública italiana com taxas de juro que correspondessem a uma economia com 1,3% de inflacção.Por isso o BCE mantém a fantasia das taxas de juro negativas. Os sobreendividados aproveitam para fazer mais dívidas.

General Ciresp Há 3 semanas

Gostava de perceber este vidrinho.Estou a lembrar-me que a gasolina quando custava entre 1,60 e 1,75,o barril andava na ordem dos 100$,Hoje mesmo fui meter gasolina a 1,49,o baril anda na ordem dos 50$.Sera para isto que ele quer subida da inflacao?Subida de inflacao fragiliza os de salarios baxos.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub