Europa Durão Barroso: "Países [na UE] que assumiram medidas orçamentais mais duras são os que estão melhor"

Durão Barroso: "Países [na UE] que assumiram medidas orçamentais mais duras são os que estão melhor"

José Manuel Durão Barroso, ex-presidente da Comissão Europeia, não se pronuncia demasiado sobre a questão da Catalunha, já que a "prudência é a melhor virtude de um político", declarou ao Cinco Días.
Durão Barroso: "Países [na UE] que assumiram medidas orçamentais mais duras são os que estão melhor"
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 29 de outubro de 2017 às 19:09
Sem se alongar em declarações sobre a Catalunha, José Manuel Durão Barroso disse ao Cinco Días esperar "muito sinceramente que Espanha e Catalunha encontrem uma solução dentro do quadro constitucional e democrático".

Pouco mais disse, já que para o ex-presidente da Comissão Europeia "estamos a viver um momento muito delicado e por isso a prudência manda que fique à margem" e "não me devo pronunciar sobre a questão catalã, porque as vozes que vêm de fora, ainda que com boas intenções, não são muito úteis".

Acaba por falar da recuperação económica da Europa, dizendo que a crise existencial do euro foi ultrapassada e que a crise económica "como a conhecemos" ficou já para trás. 

Mas há ainda trabalho a fazer para consolidar a União Europeia e Monetária. "Por exemplo, sou partidário da aplicação de um sistema comum de garantia de depósitos, que ainda não existe. Também se deveria reforçar o sistema bancário europeu para que se converta num corta-fogo do fundo de resolução. É preciso, apesar da resistência de alguns países, reforçar a zona euro. Como por exemplo com eurobonds".

Na mesma entrevista Durão Barroso defende a sua posição, dizendo acreditar que "os países que assumiram medidas orçamentais mais duras são os que estão melhor, o que demonstra que tínhamos razão". Agora, até a Grécia está a melhorar, diz. Ainda assim admite que as políticas de austeridades estão relacionadas com o surgimento dos nacionalismos e populismos. "Tiveram um custo social muito alto, mas nesse momento a alternativa seria a insolvência dos países".

E diz que, para si, o principal desafio da Europa é o da imigração ilegal. "Devemos ser generosos por uma questão moral com os refugiados, mas devemos ser muito firmes na protecção das fronteiras externas. Não podemos tolerar níveis de imigração ilegal como as que existem e se continuar veremos um aumento da xenofobia e racismo". 



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
eleitor Há 2 semanas

INCOMPETENTE E CÍNICO !

Marita Bastos Há 3 semanas

Que desprazer é ver a cara do grande responsável pelo Portugal da troika. Por pura vaidade deixou o país nas mãos do despreparado Santana Lopes que, por sua vez, acabou por dar a maioria absoluta ao Sócrates.
E O QUE FEZ DE RELEVÂNCIA NA COMISSÃO EUROPEIA??? ZERO!
DESAPAREÇA, POR FAVOR!!!

DESAPARECE, CANALHA, VAI PARA O GOLDMAN SACHS Há 3 semanas

Porque é que não guardas os teus bitaites para ti, escroque ?
Os Portugueses dispensam bem as tuas opiniões e tudo o que vier de ti, visto que tem a marca da baixeza, do oportunismo, da falta de escrúpulos, da ausência de dignidade e da venalidade.
Como todos sabemos, tu vendes-te a quem der mais.

Anónimo Há 3 semanas

Povo português não perdeu a memoria, devia ter vergonha...possivelmente até foi uma sorte para Portugal, por onde andou não fez nada que sobressai-se o nome dele, assim como o Guterres na ONU e o Freitas do Amaral, foram autênticos fiascos
Tenho mais confiança no Sócrates que na vaca voadora.

ver mais comentários