Economia Economia alemã atrás da Zona Euro pela primeira vez em 12 anos

Economia alemã atrás da Zona Euro pela primeira vez em 12 anos

O índice da Markit para a economia alemã recuou em Julho para mínimos de 10 meses, indicando um abrandamento na maior economia da Zona Euro.
Economia alemã atrás da Zona Euro pela primeira vez em 12 anos
Nuno Carregueiro 03 de agosto de 2017 às 09:50

Pela primeira vez em 12 anos, o desempenho da economia alemã está a ser inferior ao das restantes grandes economias da região. A conclusão pode tirar-se do relatório da Markit, com base nos inquéritos aos gestores de compras, que dá uma leitura avançada sobre a evolução da economia.

 

O índice PMI para a Alemanha, referente a Julho, desceu para 54,7, o que se situa abaixo do inicialmente estimado e da leitura de Junho (56,4). De acordo com a Bloomberg, o registo de Julho é o mais reduzido em 10 meses e situa-se abaixo dos valores para França, Itália e Espanha.

 

Segundo a mesma fonte, é a primeira vez em mais de 12 anos que a Alemanha fica abaixo destas economias, mas ainda assim a maior economia do euro continua a apresentar dados robustos.

 

Os dados da Markit apontam para o PIB da Zona Euro tenha crescido entre 0,4% e 0,5% em cadeia no segundo trimestre (os dados só serão conhecidos a meados de Agosto). Os dados de França e Espanha já são públicos, com o PIB da segunda maior economia do euro a crescer 0,5% e o do país vizinho a aumentar 0,9%.  

 

O índice PMI para a Zona Euro também aponta para ligeiro abrandamento no arranque do terceiro trimestre, com uma queda para 55,7 em Julho. "Os inquéritos apontam para um ligeiro abrandamento no ritmo de crescimento em Julho, mas continuam a ser números encorajadores", refere Chris Williamson.

    

O Eurostat revelou esta semana que o PIB da Zona Euro cresceu 2,1% no segundo trimestre em termos homólogos, o que representa o ritmo de crescimento mais elevado desde 2011.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 03.08.2017

Com tanto imigrante pobre e de poucos talentos com procura de mercado a entrar para ficar, como é que a Alemanha pode crescer mais do que a Zona Euro? A partir da abertura escancarada dos portões aos muçulmanos e aos pretos que decidiram aqui rumar, a Alemanha auto-infligiu a sua sentença de morte.

comentários mais recentes
Pela foto... 03.08.2017

Cá p'ra mim estão nos preliminares.
Ó Brigitte, tu põe-te a pau! Olha que os palitos começam a crescer...

Anónimo 03.08.2017

Com tanto imigrante pobre e de poucos talentos com procura de mercado a entrar para ficar, como é que a Alemanha pode crescer mais do que a Zona Euro? A partir da abertura escancarada dos portões aos muçulmanos e aos pretos que decidiram aqui rumar, a Alemanha auto-infligiu a sua sentença de morte.

surpreso 03.08.2017

O colossal crescimento do Pib português, deixou a Europa para trás