Emprego Economia dos EUA surpreende com a criação de mais de 200 mil empregos em Junho

Economia dos EUA surpreende com a criação de mais de 200 mil empregos em Junho

A taxa de desemprego na maior economia do mundo aumentou uma décima, para 4,4%.
Economia dos EUA surpreende com a criação de mais de 200 mil empregos em Junho
Reuters
Nuno Carregueiro 07 de julho de 2017 às 13:56

A economia norte-americana criou 222 mil empregos em Junho, superando as estimativas dos economistas, que apontavam para um aumento de 178 mil, anunciou o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos.

 

O registo de Junho também superou os valores de Maio, sendo que os valores dos dois meses anteriores foram revistos em alta num total de 47 mil empregos.

 

No ano passado a economia norte-americana criou, em média, 186 mil empregos por mês, pelo que os números mais fortes deste ano indicam que a expansão económica está a acelerar.

 

Apesar do aumento do número de postos de trabalho, a taxa de desemprego (que é obtida através de um inquérito separado) aumentou uma décima, atingindo 4,4%, depois de em Maio ter atingido um mínimo de 16 anos.

 

O fortalecimento do mercado de trabalho em Junho vem dar mais margem de manobra para a Reserva Federal continuar a subir as taxas de juro. Em Julho efectuou o segundo aumento do preço do dinheiro este ano e os economistas apontam para mais uma subida até ao final de 2017, já que a inflação persiste abaixo dos 2%.

 

No que diz respeito aos salários, o crescimento foi de 0,2% em Junho face a Maio e de 2,5% contra o mesmo mês do ano passado. Números que ficaram abaixo do esperado pelos economistas e mostram que apesar do forte dinamismo do mercado de trabalho, esta tendência não está a reflectir-se nos rendimentos dos trabalhadores.