Conjuntura Economia europeia manteve forte crescimento no final de 2017  

Economia europeia manteve forte crescimento no final de 2017  

A economia da Zona Euro abrandou ligeiramente no último trimestre de 2017, mas manteve uma taxa de crescimento robusta.
Economia europeia manteve forte crescimento no final de 2017   
Nuno Carregueiro 30 de janeiro de 2018 às 10:09

O produto interno bruto da Zona Euro cresceu 0,6% nos últimos três meses de 2017, contra o terceiro trimestre, sendo que na comparação com o mesmo período de 2016 o crescimento foi de 2,7%.

Os dados foram anunciados esta manhã pelo Eurostat e saíram em linha com as estimativas dos economistas. Apesar do crescimento ter sido ligeiramente inferior ao verificado no terceiro trimestre (crescimento de 0,7% em cadeia e 2,8% em termos homólogos), estes dados confirmam a evolução positiva da economia europeia, que manteve um forte ritmo de crescimento no final de 2017.

A Bloomberg assinala que este é já o 19.º trimestre de expansão da economia da Zona Euro, que no conjunto do ano passado registou um crescimento de 2,5%. Um valor que representa um ritmo de crescimento superior ao que era esperado no arranque do ano passado e o melhor resultado desde a crise financeira de 2008.

Apesar de o Eurostat ter revelado apenas os dados para o conjunto da Zona Euro, vários países já revelaram os dados preliminares para a evolução do PIB. A Alemanha terá sido um dos motores da região, sendo que também a França e a Espanha deram um contributo sólido para a expansão da Zona Euro.

A economia francesa cresceu 1,9% no ano passado, o que apesar de permanecer abaixo da média do euro, representa o ritmo mais acelerado desde 2011.

 

Já a economia espanhola cresceu 0,7% no quarto trimestre de 2017 e 3,1% no conjunto do ano.   

 

Em Portugal o INE ainda não publicou os dados do PIB do quarto trimestre, sendo que as previsões dos economistas apontam para um crescimento em linha com o registado na Zona Euro (2,7%), o que representa o ritmo mais elevado da década.


(notícia actualizada às 10:18 com mais informação)




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
g Há 2 semanas

Estava eu convencido q a economia portuguesa tinha ido para riba a custa da jarra e do canhoto empenado na nuca,mas afinal nao,nao porque o draghi foi cuidadoso ao procurar q a broa por ele feita fosse repartida por todos os esfomeados quantitivamente.Quem souber tirar proveito disto vai sobreviver.

Saber mais e Alertas
pub