LEX Elina Fraga deixa Ordem "pacificada" e financeiramente "sólida"
LEX

Elina Fraga deixa Ordem "pacificada" e financeiramente "sólida"

Naquele que foi o seu último discurso, Elina Fraga recordou “memórias de um passado recente”, de que diz orgulhar-se, por se ter “dedicado sem qualquer reserva aos advogados e à Justiça”, enfatizou. Diz que deixou uma Ordem pacificada”, “organizada” e “financeiramente consolidada”.
Elina Fraga deixa Ordem "pacificada" e financeiramente "sólida"
Correio da Manhã
João Maltez 11 de janeiro de 2017 às 18:54

Uma Ordem dos Advogados "pacificada", "organizada" e "financeiramente consolidada" é a instituição que Elina Fraga diz deixar para o seu sucessor, Guilherme Figueiredo, que esta quarta-feira, 11 de Janeiro, assume a liderança do órgão que regula a advocacia em Portugal.

Naquele que foi o seu último discurso enquanto bastonária da Ordem dos Advogados, Elina Fraga recordou "memórias de um passado recente", de que diz orgulhar-se, por se ter "dedicado sem qualquer reserva aos advogados e à Justiça", enfatizou.

"Foi um caminho de pedras, verdadeiros pedregulhos, como se diz na minha região, mas também de pacificação interna. Um caminho de entrega a uma Ordem onde todos os consensos foram construídos longe dos holofotes da comunicação social", afirmou Elina Fraga, reivindicando desta forma a pacificação interna da instituição que liderou. Uma Ordem que, disse ainda, deixou organizada e financeiramente consolidada.

Reportando-se aos restantes agentes do sistema de Justiça, a ex-presidente do Conselho Geral realçou "o papel determinante das magistraturas no contributo que deram para o reconhecimento do papel do advogado", sublinhando que "num estado de direito democrático não há justiça sem advogados, sem juízes e sem magistrados do Ministério Público".

Deixou também uma palavra de apreço ao trabalho desenvolvido pelos funcionários judiciais e lembrou a colaboração que foi possível manter com o Ministério da Justiça, chefiado por Francisca Van Dunem.

Nas suas palavras de despedida, deixou ainda uma alusão ao caminho que vai seguir futuramente: "andarei por aí, transportando a minha toga sempre na alma, como só os advogados e as advogadas sabem fazer. Quem me conhece sabe que sou profundamente apaixonada pela advocacia".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado IS Há 4 semanas

Apoio o Dr Guilherme Figueiredo.

comentários mais recentes
IS Há 4 semanas

Apoio o Dr Guilherme Figueiredo.

pub
pub
pub
pub