Empresas Empresários brasileiros investem cada vez mais em Portugal para entrar na Europa

Empresários brasileiros investem cada vez mais em Portugal para entrar na Europa

O líder do Governo de Minas Gerais, no Brasil, disse esta quarta-feira à Lusa que os empresários brasileiros estão a investir "cada vez mais" em Portugal porque é uma "porta de entrada" na Europa.
Empresários brasileiros investem cada vez mais em Portugal para entrar na Europa
Bloomberg
Lusa 21 de junho de 2017 às 19:28

"Nós já temos várias empresas instaladas em Ourém [distrito de Santarém], fruto da parceria existente entre Ourém e Minas Gerais, e agora há mais cinco empresas em vias de cá se estabelecerem", afirmou Durval Ângelo Andrade à margem do IV Encontro Minas Gerais/Ourém, patente na Exponor, em Matosinhos, no distrito do Porto.

 

Além da facilidade da língua, o governante destacou a possibilidade de acesso aos fundos europeus de investimento como um dos atractivos para os empresários se instalarem no país. "Portugal é uma porta de entrada do Brasil para a comunidade europeia", referiu.

 

Durval Ângelo Andrade revelou que uma empresa mineira, uma indústria de torrefação de café - que representa 55% da produção de café no Brasil -, e uma fábrica de pão de queijo estão já a instalar-se em Portugal, algo positivo para o país porque cria emprego, estimula a economia e atrai pessoas.

 

Contudo, o Brasil também é um país "apetecível" para os investidores portugueses e, nem o actual momento do país os afasta, sublinhou. A situação actual é "difícil", referiu o líder do Governo de Minas Gerais, mas frisou que "há esperança" no regresso ao poder do ex-presidente Lula da Silva.

 

"Com a volta de Lula da Silva ao poder, a economia irá retomar o crescimento e haverá melhores condições para o desenvolvimento, não estando o investimento português posto em causa porque os empresários sabem que as crises servem para mudar", salientou.

 

O governante referiu que os brasileiros "têm bebido muito" da "experiência" portuguesa, nomeadamente em termos de tecnologia, sustentabilidade ou ambiente. "Tivemos contacto com a Universidade do Minho e vamos ter um carro eléctrico português, com toda a tecnologia alternativa, até ao final do ano", revelou.

 

A título de exemplo, Durval Ângelo Andrade realçou também que a Centrais Elétricas de Minas Gerais têm "bebido" da experiência portuguesa na energia eólica. 

 

Outra dos exemplos que o Brasil quer replicar é o do turismo religioso, nomeadamente o de Fátima. "Fátima comemorou este ano 100 anos e a Padroeira de Minas Gerais, Nossa Senhora da Piedade, celebra 250 anos da sua construção, por isso, queremos replicar o bom exemplo na atracção de turistas, organização e importância", ressalvou.

 

Presente na mostra, um dos empresários na área de produtos para o cabelo adiantou à Lusa que, até ao início de 2018, vai instalar uma base de produção e um centro técnico em Portugal.

 

Questionado sobre o porquê da escolha de Portugal, Sydney Campos frisou que a identidade, a língua, o estilo de vida e a segurança foram os factores decisivos. "Além de ser uma porta de entrada na Europa, factor muito aliciante", comentou.

 

Entre hoje e quinta-feira, o IV Encontro Minas Gerais/Ourém está na Exponor e, na sexta-feira, no Auditório Municipal de Ourém. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ahah Há 6 dias

lembro-me logo da CIMPOR q antes de comprada por brasileiros era das maiores cimenteiras mundiais e hoje é um cadaver, depois temos a Oi etc, do lado oposto temos a Embraer ..

Conselheiro de Trump Há 6 dias

Nao sao de confianca.metem mais Deus na boca que um lambao de gelados nesta epoca.

pub
pub
pub
pub