Zona Euro Encomendas à indústria alemã contrariam estimativas e descem em Setembro

Encomendas à indústria alemã contrariam estimativas e descem em Setembro

Depois de terem subido 0,9% em Agosto, as encomendas às fábricas alemãs deslizaram em Setembro, sobretudo devido à queda da procura por parte dos países da Zona Euro.
Encomendas à indústria alemã contrariam estimativas e descem em Setembro
Rita Faria 07 de Novembro de 2016 às 07:37

As encomendas à indústria alemã desceram inesperadamente em Setembro, reflectindo um abrandamento do crescimento na maior economia da Europa nos meses de Verão.

As encomendas, ajustadas à inflação e efeitos de sazonalidade, caíram 0,6% face a Agosto, mês em que aumentaram 0,9%, revela o Ministério da Economia de Berlim esta segunda-feira, 7 de Novembro. Este indicador ficou abaixo do esperado, já que os especialistas consultados pela Bloomberg antecipavam uma subida de 0,2%.

Em comparação com o mesmo mês do ano passado, as encomendas às fábricas alemãs aumentaram 2,6%.

Os dados divulgados esta segunda-feira confirmam a estimativa do Bundesbank, o banco central da Alemanha, de que a economia abrandou no terceiro trimestre. Desde então, a actividade industrial acelerou, com as empresas a aumentarem as contratações, em resposta à forte procura externa – especialmente dos Estados Unidos e Ásia – e o desemprego a cair para um novo mínimo histórico.

Segundo a Bloomberg, a procura interna desceu 1,1% e as encomendas para exportação diminuíram 0,3%. As encomendas da Zona Euro caíram 4,5% enquanto os pedidos fora da região da moeda única aumentaram 2,5%. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub