União Europeia Espanha abranda e França cresce abaixo do esperado

Espanha abranda e França cresce abaixo do esperado

Notícias menos positivas em duas das economias que têm uma relevância mais forte para as exportações portuguesas.  
Espanha abranda e França cresce abaixo do esperado
bloomberg
Nuno Carregueiro 28 de Outubro de 2016 às 09:13
A economia espanhola registou um ligeiro abrandamento no terceiro trimestre e a França regressou ao crescimento, mas ainda assim abaixo do que era estimado pelos analistas.
 
Notícias menos positivas sobre duas das economias que têm dos pesos mais relevantes no total das exportações portuguesas.
 
O PIB de Espanha cresceu 0,7% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, o que representa um abrandamento face o crescimento de 0,8% registado no segundo trimestre. Na comparação homóloga o PIB de Espanha cresceu 3,2%, também abaixo do registado no segundo trimestre (3,4%).
 
O registo do terceiro trimestre, que saiu em linha com as expectativas dos economistas, surge depois de quatro trimestres consecutivos a crescer 0,8% em cadeia. Ainda assim foi o 13º trimestre consecutivo de expansão no PIB de Espanha, uma das economias do euro com melhor comportamento este ano.
 
Um estatuto que a França não consegue reclamar, apesar de o terceiro trimestre ter sido de recuperação. O PIB da segunda maior economia do euro cresceu 0,2% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, uma expansão abaixo do estimado pelos economistas consultados pela Bloomberg (0,3%).
 
Ainda assim a economia francesa recuperou face ao desempenho do segundo trimestre, período em que o PIB recuou 0,1%.     
 
O ministro da Economia, Michel Sapin, já admitiu que o desempenho no terceiro trimestre torna mais difícil que a meta do Governo (crescimento de 1,5% em 2016) seja cumprida. Más notícias para François Hollande, que deverá anunciar no final o ano a corrida a um segundo mandato no Eliseu. "O crescimento está aí. Hollande é a melhor pessoa para unir a esquerda", disse Sapin à RTL Radio.
 
Em Espanha o desempenho da economia no terceiro trimestre é conhecido a escassos dias do país ter finalmente um Governo em plenitude de funções. Rajoy deve ser investido primeiro-ministro do sábado e terá que em breve aplicar medidas de consolidação para garantir a descida do défice para 4,6% do PIB este ano e 3,1% em 2017. Uma pressão que o Banco de Espanha já avisou que poderá ter implicações negativas no crescimento.



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado ChinesShangai Há 6 dias

Deixa lá, ela é mesmo boa na cama, o Funcionário Público que está com ela não tem culpa, és frustrado e ela não aguenta os teus lamentos, as tua frustrações, a tua incapacidade para melhorar, continua assim que nunca vais sair do buraco, e deixa que os outros utilizem os computador aí da biblioteca.

comentários mais recentes
Joao Mesquita Há 6 dias

A kulpa é do Kosta e dos komunas da geringonça! Ai kue os merkados vêm aí!

ChinesShangai Há 6 dias

Portugal irá ficar abaixo dos 2.5% do deficit, queriam que tivesse um crescimento como a Espanha com um deficit 4.6%, quase o dobro, enfim economistas de cartola, há muitos por aqui, quando tiverem que apertar o cinto como os tugas, quero ver quanto vão crescer, e se o desemprego desce.

Julia Marques Há 6 dias

Ai!..estes meninos mimados ??

Anónimo Há 6 dias


AS PENSÕES DOURADAS DA CGA

As reformas mais antigas são as mais elevadas porque tiveram fórmulas mais favoráveis.

São também aquelas em que as pessoas se reformaram/aposentaram com menos idade.

Por isso devem ter os maiores cortes.

Resposta de ChinesShangaia Anónimo Há 6 dias

Deixa lá, ela é mesmo boa na cama, o Funcionário Público que está com ela não tem culpa, és frustrado e ela não aguenta os teus lamentos, as tua frustrações, a tua incapacidade para melhorar, continua assim que nunca vais sair do buraco, e deixa que os outros utilizem os computador aí da biblioteca.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub