Espanhóis arrancaram 2012 a beber mais vinho do Porto
22 Março 2012, 17:46 por António Larguesa | alarguesa@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
A crise que grassa também no "país vizinho" parece não lhe retirar a vontade de brindar com vinho do Porto. As exportações para Espanha dispararam 11% nos primeiros dois meses do ano.
De acordo com os dados oficiais do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), Espanha comprou no ano passado 5,2 milhões de euros de vinhos do Porto, detendo uma quota de mercado de 1,5% que a coloca como o 11.º melhor mercado, o décimo em termos de exportação.

E é neste mercado, que nos dois primeiros meses de 2012 comprou mais 10,7% de vinho do Porto que nos mesmos meses do ano anterior (mais 6,5% em valor, para 704 mil euros, indicou fonte do IVDP ao Negócios), que cinco agentes económicos da mais antiga região demarcada do mundo estarão entre 26 e 29 de Março, juntamente com mais de mil produtores internacionais.

A participação na Alimentaria – pavilhão “Intervin - Salão de Vinhos e Bebidas Espirituosas” –, em Barcelona, é uma das acções que o Instituto promove em termos de promoção em 2012, ano em que o orçamento total para a promoção e internacionalização ascende a 2,3 milhões de euros.

O presidente do instituto público, Manuel de Novaes Cabral, lembra que este é um mercado tradicional para o Porto e ali tem sido desenvolvido um “trabalho contínuo e incisivo, designadamente com públicos especializados, como sejam jornalistas e profissionais do sector da restauração e dos vinhos”.

Dar formação para compensar quebra nas vendas

Só este ano, o IVDP já realizou 15 acções de formação em escolas de Hotelaria espanholas, assim como duas acções com chefes de prestígio. Nos últimos três anos, 500 futuros profissionais deste sector participaram no ciclo de formação do Instituto, em que colaboraram 18 empresas de vinho do Porto.

Os produtores portugueses de vinho pretendem também aproveitar a presença na feira, que ocupa 22 mil metros quadrados de exposição, para contactar, em simultâneo, com agentes de outros países que começam a ganhar expressão como países de destino para o vinho do Porto, como China, Rússia e Angola.

Em 2011, o sector do vinho do Porto sofreu uma quebra de 4% em volume e em valor, com vendas totais na ordem dos 355,5 milhões de euros. O preço médio, por litro, manteve-se praticamente inalterável, valorizando um cêntimo para 4,31 euros. França, com uma quota de mercado de 23%, é o maior consumidor, seguido de Portugal, Holanda e Reino Unido.
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: