Assinatura digital. Negócios Primeiro
Esta notícia é exclusiva e reservada a assinantes
Eurostat
Estado português foi o que mais aumentou garantias em 2011
23 Abril 2012, 23:30 por Pedro Romano | promano@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
Portugal fechou o ano de 2011 com um défice de 4,2% do PIB, em linha com a média da Zona Euro e abaixo do limite de 5,9% negociado com a troika. Mas também, durante esse ano, o Governo português foi, ao nível europeu, o que mais aumentou o nível de garantias dadas a dívida fora do sector público, expondo-se assim ao incumprimento de terceiros.
O Eurostat confirmou ontem que Portugal fechou o ano de 2011 com um défice de 4,2% do Produto Interno Bruto (PIB), em linha com a média da Zona Euro e abaixo do limite de 5,9% negociado com a troika. Mas revelou também que durante ...
Este artigo é exclusivo para Assinantes Negócios Primeiro
Assinatura Digital Negócios Primeiro
PARA SI. TODA A INFORMAÇÃO EXCLUSIVA. SEMPRE ACESSÍVEL. EM PRIMEIRO LUGAR. Análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Agora inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui
  • Todos os exclusivos, análises, tendências, entrevistas, … todo o Negócios
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows8
  • Os “comos” e os “porquês” da actualidade e as tendências nas empresas, nos mercados e na economia
  • Informação enriquecida com formatos multimédia de qualidade e actualizada ao longo do dia
  • Desde apenas 1,92€ por semana
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: