Américas EUA vão notificar Irão após lançamento de míssil

EUA vão notificar Irão após lançamento de míssil

A decisão foi anunciada ao final da tarde desta quarta-feira durante uma conferência de imprensa na Casa Branca. A administração Trump promete mais detalhes para as 21:00.
EUA vão notificar Irão após lançamento de míssil
Reuters
Paulo Zacarias Gomes 01 de fevereiro de 2017 às 19:24

Os Estados Unidos anunciaram que vão notificar o Irão depois de o país ter ensaiado este domingo um novo míssil balístico, o primeiro lançado durante a administração de Donald Trump.

 

A decisão de advertência foi comunicada esta quarta-feira, 1 de Fevereiro, durante o briefing diário da Casa Branca, pelo conselheiro de segurança nacional Michael T. Flynn.

 

"A partir de hoje, estamos a notificar oficialmente o Irão," afirmou o responsável, sem explicar do que se trata essa medida. O secretário de imprensa da presidência, Sean Spicer, prometeu mais pormenores para as 21:00, hora em Portugal continental, que serão dados por membros do Conselho de Segurança Nacional.

 

Flynn considerou que o lançamento constituiu uma violação de uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, apesar de a República Islâmica ter garantido esta manhã que o lançamento não feriu nem a resolução nem o acordo nuclear estabelecido com as potências internacionais em 2015.

 

O conselheiro condenou as actividades de Teerão e acrescentou que as autoridades iranianas continuam a "ameaçar" os EUA e os amigos e aliados do país na região e a sentirem-se reforçados pelo acordo alcançado em vez de "agradecidos" aos EUA.

 

"O teste estava em linha com os nossos planos e não permitiremos que estrangeiros interfiram nos nossos assuntos de defesa," tinha afirmado esta manhã o ministro da Defesa iraniano, Hossein Dehghan, citado pela agência noticiosa Tasnim e pela Reuters.

 

O teste do míssil balístico de médio alcance ocorreu no domingo. O projéctil explodiu depois de ter percorrido cerca de mil quilómetros, de acordo com fontes norte-americanas.

(Notícia corrigida às 19:35, substituindo a expressão "advertir" por "notificar")




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
investidor1 02.02.2017

https://goo.gl/forms/aPjvpQFDIwZ1Pphl1

Obrigado!

pub
pub
pub
pub