Américas Ex-Goldman e produtor do "Esquadrão Suicida" a caminho do Tesouro dos EUA

Ex-Goldman e produtor do "Esquadrão Suicida" a caminho do Tesouro dos EUA

Steven Mnuchin, director financeiro da campanha de Trump, deverá ser o novo ministro das Finanças, avança a Bloomberg. O seu nome já era falado para o Tesouro antes das eleições.
Ex-Goldman e produtor do "Esquadrão Suicida" a caminho do Tesouro dos EUA
Eva Gaspar 14 de Novembro de 2016 às 19:25

Steven Mnuchin, director financeiro da campanha presidencial de Donald Trump, deverá ser o próximo secretário do Tesouro dos Estados Unidos. A informação está a ser avançada pela agência Bloomberg que cita duas fontes segundo as quais o seu nome, que era já referido nalguma imprensa antes das eleições, foi formalmente recomendado ao presidente eleito pela equipa de transição que está a apoiar Donald Trump na formação do novo governo. 

Mnuchin foi visto nesta segunda-feira, 14 de Novembro, a entrar na Trump Tower, em Nova Iorque, e ainda não respondeu a pedidos de confirmação desta informação, acrescenta a Bloomberg.

Nascido numa família judaica, Steven Mnuchin formou-se em Yale e fez quase toda a carreira no mundo financeiro. Trabalhou durante 17 anos no Goldman Sachs, de onde saiu em 2002; passou depois pelo Soros Fund Management, antes de se lançar na produção de filmes em Hollywood. O último que a sua empresa produziu foi "Esquadrão Suicida", segundo a Fox News. Aos 53 anos, é actualmente CEO, tendo sido co-fundador, da Dune Capital Management. 

Em entrevista à CNBC em Setembro, disse acreditar que o aumento das despesas públicas, especialmente militares, e a redução de impostos e de regulamentação na área financeira, como prometido por Trump, elevarão a taxa de crescimento da economia norte-americana para 3,5%, o que permitirá a criação de 25 milhões de postos de trabalho em 10 anos.

Até ao momento, Donald Trump apenas confirmou dois dos seus assessores mais próximos durante a campanha para a nova Administração. O chefe de gabinete será Reince Priebus, presidente do Partido Republicano. Steve Bannon, que liderou a campanha de Trump e foi editor da Breitbart News, será o seu conselheiro principal e chefe de estratégia. "Um membro do vilipendiado establishment, e outro da guerrilha digital conservadora", no resumo do correspondente do El País em Washington.


(notícia actualizada às 20h15)




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
00SEVEN Há 2 semanas

E qual é o problema?
O "nosso" Mario Draghi também não é um ex Goldman Sachs?
Uns jornalistas porreiros pá que conseguem ver o argueiro nos olhos dos outros mas não conseguem ver a tranca nos deles!
Vamos deixar de ser estúpidos/estúpidas ou vamos insistir nessa virtude?

Jonas César Há 2 semanas

Trabalhou durante 17 years no Goldman Sachs :O notícia em actualização ou tradução ??

pub
pub
pub
pub