Política Ex-líder do PP de Valência Rita Barberá morre com enfarte

Ex-líder do PP de Valência Rita Barberá morre com enfarte

Ainda esta semana, aquela que ainda é militante do PP negava "absolutamente" a existência de uma caixa paralela no partido em Valência, admitindo apenas ter efectuado uma doação de mil euros para a campanha eleitoral dos populares.
Ex-líder do PP de Valência Rita Barberá morre com enfarte
Reuters
Lusa 23 de Novembro de 2016 às 09:05
A controversa ex-senadora do Partido Popular e ex-presidente da Câmara de Valência Rita Barberá morreu esta quarta-feira, 23 de Novembro, na sequência de um enfarte que teve num hotel do centro de Madrid, a poucos metros do parlamento espanhol.

Barberá foi até ao ano passado a principal líder do Partido Popular (PP, direita) em Valência depois de ter assumido o cargo de presidente da Câmara (alcaide) dessa cidade, a terceira maior de Espanha, e ter sido absolvida de vários casos de corrupção.

A ex-líder regional do PP abandonou há alguns meses o grupo do PP no Senado espanhol e aderiu ao Grupo Misto da mesma câmara depois de ter sido novamente acusada de corrupção, no caso Taula.

Ainda esta semana, aquela que ainda é militante do PP negava "absolutamente" a existência de uma caixa paralela no partido em Valência, admitindo apenas ter efectuado uma doação de mil euros para a campanha eleitoral dos populares.

O Congresso dos Deputados (parlamento) atrasou esta manhã o início dos seus trabalhos depois de ser conhecida a notícia da morte de Rita Barberá.

As Cortes Gerais espanholas são um órgão constitucional formado por duas câmaras: o Senado (Câmara Alta) e o Congresso dos Deputados (Câmara Baixa).



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Ninguém sentirá a sua falta.

pub