Mercado de Trabalho EY abre 200 vagas para recém-mestrados em Portugal

EY abre 200 vagas para recém-mestrados em Portugal

Consultora internacional tenciona chegar às 1000 contratações em quatro anos.
EY abre 200 vagas para recém-mestrados em Portugal
Bloomberg
Salomé Pinto 06 de fevereiro de 2018 às 15:45

A EY Portugal (anteriormente designada de Ernst & Young) prepara-se para recrutar, este ano, 200 recém-mestrados. Em comunicado, a consultora internacional com sede em Londres revela que este reforço vai permitir chegar às 1000 contratações de jovens universitários em quatro anos.

O processo de recrutamento vai decorrer durante a campanha New EYers, um roadshow que a consultora está a organizar com as principais universidades portuguesas para descobrir jovens estudantes nacionais com potencial e talento. Metodologia que tem permitido à consultora avaliar mais de 600 perfis por ano, tendo como principal enfoque as competências pessoais dos candidatos.

A EY está à procura de estudantes provenientes não só das áreas Financeiras e de Gestão mas também das Ciências, Tecnologias, Engenharias e Matemáticas (CTEM) e Tecnologias de Informação. Esta tem sido uma forte aposta da EY para fortalecer a sua oferta na área de Digital Transformation. No último ano, 19% dos recém-mestrados contratados pela empresa vieram destas áreas do saber.

Margarida Dias, Directora da Talent Team da EY Portugal, garante, em comunicado, que "a EY é uma empresa de carreiras e não de empregos e, por isso, os estudantes seleccionados integram a EY com um vínculo efectivo, e são envolvidos, desde o primeiro dia, num vasto plano de formação tanto teórica como on job". Margarida Dias sublinha que esta "formação intensiva é fundamental para apoiar a carreira na EY, que depende exclusivamente dos resultados obtidos nas avaliações periódicas de cada um destes colaboradores, garantindo assim o reconhecimento e a retenção dos melhores talentos".




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas

ELES QUEREM É CHULAR OS PUTOS!

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

ELES QUEREM É CHULAR OS PUTOS!

silva Há 2 semanas

Estes srs em Londres pagam 4 mil libras, 5000 euros por cá 800 euros. O português é obrigado a emigrar.

Tereza economista Há 2 semanas

Oferecem 800 euros a recém-mestrados, que tem de pagar 600 euros para viver num quarto ou 900 para morar num t1. Lisboa não está a correr com os jovens de qualidade que optam pela emigração, Dinamarca e outros onde recebem o equivalente a 4 mil euros

pub