Impostos Famílias poderão entregar benefício fiscal do IVA a IPSS já este ano

Famílias poderão entregar benefício fiscal do IVA a IPSS já este ano

A alteração ao Estatuto dos Benefícios Fiscais foi publicada esta segunda-feira em Diário da República e tem efeitos retroactivos a 1 de Janeiro de 2013.
Negócios 09 de dezembro de 2013 às 10:39

As famílias que assim o desejem vão poder entregar à Igreja ou a uma IPSS o valor do benefício fiscal obtido em IVA, com as facturas do programa e-factura e a alteração aplica-se já aos rendimentos auferidos a partir de 1 de Janeiro deste ano e que hão-de constar na declaração de IRS de 2014.

 

A alteração ao Estatuto dos Benefícios fiscais foi hoje publicada em Diário da República e estipula que o valor do incentivo “pode ser atribuído à mesma igreja ou comunidade religiosa radicada em Portugal, à mesma pessoa colectiva de utilidade pública de fins de beneficiência, de assistência ou humanitários, ou à mesma instituição particular de solidariedade social, constante da lista oficial de instituições, escolhida pelo sujeito passivo para receber a consignação de quota do IRS”.

 

Actualmente, recorde-se, já é possível, no momento do preenchimento da declaração de IRS, encaminhar 0,5% do imposto liquidado a uma instituição de solidariedade social.

 

O benefício fiscal em sede de IVA tem o limite de 250 euros por agregado familiar e decorre do facto de ser possível deduzir 15% do IVA suportado em serviços de manutenção e reparação de automóveis e motociclos, alojamento e restauração e salões de beleza e cabeleireiros. 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado pertinaz 09.12.2013

É UMA BOA MEDIDA... O PROBLEMA DE ALGUMAS IPSS E FUNDAÇÕES É QUE ESTÃO MINADAS POR NOMES SONANTES QUE GANHAM A VIDA NA FALSA CARIDADE E CUSTAM MAIS CARO QUE A AJUDA PRESTADA AOS NECESSITADOS...!!!

comentários mais recentes
Cardoso 09.12.2013

Para a igreja nem pensar,pois toda a gente sabe o orientanço que existe na mesma,para as IPSS o mal é já haver desconfiança na maior parte delas quanto ao movimento dos fundos.Por uns pagam todos.Presentemente há grande desconfiança na população e com o que sabe da corrupção neste País, existe sempre o receio para onde vai o nosso contributo.

COMANDANTE DE CASTELO 09.12.2013

OS MEUS VÃO DIREITINHOS PARA A D. JUNET.
ELA NECESSITA COMPRAR MAIS 40.000 T.SHIRTS PARA O PROXIMO PEDITÓRIO.
E SE EM VEZ DE 40.OOO T-SHIRTS ELE COMPRASSE UMA ROUPITAS PARA OS POBREZINHOS.
QUANDO EU ERA MIÚDO, SALAZAR FAZIA ISSO PARA OS MIUDOS DA ESCOLA PRIMÁRIA.
AGORA PASSADOS TODOS ESTES ANOS ACHO QUE ELE ERA MELHOR QUE TODAS AS JUNET.S DESTE PAÍS

pertinaz 09.12.2013

É UMA BOA MEDIDA... O PROBLEMA DE ALGUMAS IPSS E FUNDAÇÕES É QUE ESTÃO MINADAS POR NOMES SONANTES QUE GANHAM A VIDA NA FALSA CARIDADE E CUSTAM MAIS CARO QUE A AJUDA PRESTADA AOS NECESSITADOS...!!!

pub