Eleições Fernando Medina candidata-se a Lisboa com apoio do Livre e de independentes  

Fernando Medina candidata-se a Lisboa com apoio do Livre e de independentes  

Fernando Medina, que é presidente da Câmara de Lisboa desde 6 de Abril 2015 - data em que substituiu nestas funções o actual primeiro-ministro e líder socialista, António Costa - apresenta hoje a sua candidatura perante militantes e simpatizantes no recentemente reabilitado Palácio Galveias, em Lisboa.
Fernando Medina candidata-se a Lisboa com apoio do Livre e de independentes  
Miguel Baltazar
Lusa 26 de junho de 2017 às 19:17

O candidato socialista à presidência da Câmara de Lisboa vai contar com o apoio do Livre e dos movimentos independentes Cidadãos por Lisboa e Lisboa é Muita Gente, segundo o cartaz da candidatura, denominada "Lisboa precisa de todos".

 

Fernando Medina, que é presidente da Câmara de Lisboa desde 6 de abril 2015 - data em que substituiu nestas funções o actual primeiro-ministro e líder socialista, António Costa - apresenta hoje a sua candidatura perante militantes e simpatizantes no recentemente reabilitado Palácio Galveias, em Lisboa.

 

O PS tem vindo a contar, desde 2009, com o apoio dos movimentos independentes Cidadãos por Lisboa (liderado por Helena Roseta) e Lisboa é Muita Gente (encabeçado por José Sá Fernandes), mas estes acordos ainda não estavam confirmados para as próximas eleições autárquicas.

 

Intervindo na apresentação da sua candidatura, Fernando Medina anunciou que a comissão de honra da candidatura "Lisboa precisa de todos" é presidida pelo fadista Carlos do Carmo, enquanto a fadista Mariza foi eleita como mandatária.

 

Nas próximas eleições autárquicas, marcadas para 1 de Outubro, concorrem também à presidência da Câmara de Lisboa Assunção Cristas (líder do CDS-PP), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE) e Teresa Leal Coelho (PSD).

 

Pelo PAN e pelo partido Nós, Cidadãos! as candidatas são, respectivamente, Inês Sousa Real e Joana Amaral Dias.

 

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub