Justiça Filha de Proença de Carvalho ouvida como testemunha na Operação Fizz

Filha de Proença de Carvalho ouvida como testemunha na Operação Fizz

Graça Proença de Carvalho é gestora do Banco Privado Atlântico Europa e terá assinado o empréstimo de 130 mil euros que este banco concedeu ao ex-procurador Orlando Figueira, que acusa Daniel Proença de Carvalho de o ter tentado corromper, adianta o Correio da Manhã.
Filha de Proença de Carvalho ouvida como testemunha na Operação Fizz
Negócios 19 de janeiro de 2018 às 10:06

A filha do advogado Daniel Proença de Carvalho vai ser ouvida como testemunha na Operação Fizz, adianta esta sexta-feira, 19 de Janeiro, o Correio da Manhã. A administradora do Banco Privado Atlântico Europa terá assinado o empréstimo de 130 mil euros que este banco concedeu ao ex-procurador Orlando Figueira. Este, por sua vez, acusa Daniel Proença de Carvalho de o ter tentado corromper.

 

Graça Proença de Carvalho integra o grupo de 30 testemunhas arroladas por Armindo Pires que será, alegadamente, testa de ferro de Manuel Vicente, ex-vice-presidente de Angola. Explica o Correio da Manhã que, no requerimento em que acusa Proença de Carvalho de lhe ter prometido emprego e pagamento das despesas com a defesa em troca da protecção de Carlos Silva, presidente do BPAE, Orlando Figueira lança dúvidas sobre a filha do advogado.

 

Basicamente, escreve o jornal, o Ministério Público sustenta que o empréstimo que Orlando Figueira recebeu terá sido forjado e este diz que, nesse caso, quem fez a falsificação teria também de ser chamado a responder. Ora, o dito contrato terá sido assinado por Graça Proença de Carvalho. 




pub