Política Fillon será o candidato do centro-direita em França

Fillon será o candidato do centro-direita em França

François Fillon é o candidato do centro-direita às eleições presidenciais francesas, batendo este domingo Alain Juppé na segunda volta das primárias gaulesas.
Fillon será o candidato do centro-direita em França
Reuters
Paulo Zacarias Gomes 27 de Novembro de 2016 às 19:45
O antigo primeiro-ministro francês, François Fillon (na foto), venceu a segunda volta das primárias do centro- direita em França e será o candidato por esta área política às eleições presidenciais do próximo ano.

De acordo com os números conhecidos este domingo, 27 de Novembro, contadas que estavam quase todas as 10.229 assembleias de voto, Fillon apresentava uma vantagem de 66,5%, contra os 33,5% do seu adversário, Alain Juppé.

É esperado que Fillon venha a defrontar a candidata da direita radical, Marine Le Pen, bem posicionada nas últimas sondagens para suceder a François Hollande. Segundo um estudo de opinião divulgado já este domingo, o candidato agora apurado Fillon derrotaria Le Pen numa segunda volta, com 67% dos votos.

"Devo agora convencer todo o país de que o nosso projecto é o único que consegue mobilizar-nos, pelo emprego, pelo crescimento e no combate aos fanáticos que nos declararam guerra. (...) Vou assumir um desafio invulgar pela França: dizer a verdade e alterar completamente o seu 'software'," afirmou Fillon esta noite na sua sede de campanha, citado pela Reuters.

Entre as propostas deste admirador de Margaret Thatcher estão o aumento da idade da reforma para os 65 anos, o fim da semana de 35 horas de trabalho, o corte da despesa pública em 100 mil milhões de euros ao longo de cinco anos, o fim de um imposto sobre os mais ricos e o aumento do IVA.

À esquerda, depois de o antigo ministro da Economia Emmanuel Macron já se ter posicionado na corrida, persiste ainda a dúvida se o actual presidente, Hollande, disputará mais um mandato. Este domingo o Politico avançou que é uma questão de dias até que o actual primeiro-ministro, Manuel Valls, anuncie se também ele entra na disputa pela candidatura ao Eliseu. As primárias dos socialistas deverão realizar-se em Janeiro.

Fillon, apesar de não ter sido dado como favorito nas mais recentes sondagens, venceu na semana passada a primeira volta das primárias, afastando o antigo Presidente Nicolas Sarkozy da corrida.

(Notícia actualizada às 00:07 de 28 de Novembro)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Mais uma vez sondagens inválidas.Parece q o discurso dos midia defendem interesses e tentam influenciar a opinião publica, q farta, já n é influenciada desta maneira.A queda das vendas jornais e clicks em certos noticiários começa a ser evidente.Os grandes interesses ainda estão reféns das politicas

pub