Finanças Públicas Fitch também tira Porto do "lixo"

Fitch também tira Porto do "lixo"

A agência de notação financeira replicou o "upgrade" efectuado à República Portuguesa, citando o desempenho orçamental "saudável" da segunda maior cidade do país, bem como a sua "dívida moderada".
Fitch também tira Porto do "lixo"
Ricardo Castelo
Nuno Carregueiro 21 de dezembro de 2017 às 16:08

A Fitch Ratings elevou a notação financeira da cidade do Porto em dois níveis, de "BB+" para "BBB", uma classificação que coloca o "rating" do Porto no grau de investimento.

Esta saída de "lixo" deve-se ao facto de a Fitch ter aumentado o "rating" de Portugal na mesma proporção, explica a agência numa nota publicada esta quinta-feira. "Depois do ‘upgrade’ ao soberano, adoptamos a mesma decisão no rating do Porto, dado que o seu ‘rating’ é influenciado pelo soberano", justifica.

Nas características específicas da cidade do Porto, a Fitch destaca o "desempenho orçamental saudável" da cidade, a "dívida moderada" e também a "forte vigilância" por parte do Governo central.

"Uma administração prudente e o papel de centro de serviços no Norte de Portugal também são factores positivos" acrescenta a Fitch.

A agência destaca pela positiva as contas da autarquia liderada por Rui Moreira em 2016, com a margem operacional a atingir 24% e as receitas com impostos a subirem 21,1% para 105,2 milhões de euros. No ano passado a cidade do Porto reduziu a dívida para 33,3 milhões de euros, face aos 80,1 milhões de euros de 2015.

O peso da dívida nas receitas atingiu um mínimo histórico de 18% e a gestão da câmara estima aumentar a dívida em 20 milhões de euros em este ano para financiar reabilitação urbana e infra-estruturas.  

Para este ano a Fitch estima indicadores orçamentais mais "suaves", embora "ainda robustos". O peso da dívida nas receitas deverá subir até 50% no médio prazo, de acordo com a agência. 




Saber mais e Alertas
pub