Fitch corta "rating" de Espanha em três níveis para "BBB" (act)
07 Junho 2012, 17:54 por Sara Antunes | saraantunes@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
A Fitch reduziu a notação financeira de Espanha em três níveis para "BBB". A agência de notação financeira calcula que o encargo do Estado com a recapitalização da banca seja de 60 mil milhões.
O “rating” de Espanha fica assim a dois níveis do patamar considerado “lixo”.
O “outlook” continua a ser “negativo”, o que significa que Espanha poderá ser alvo de um novo corte de “rating” por parte desta agência de notação financeira.

A justificar este corte estiveram vários factores, com grande destaque as necessidades de capital da banca espanhola e a necessidade de intervenção do Estado neste processo.

Assim, “os custos orçamentais da reestruturação e recapitalização do sector bancário espanhol é agora estimado pela Ficth em cerca de 60 mil milhões de euros”, o que corresponde a 6% do produto interno bruto (PIB) espanhol, realça a agência. A Fitch admite que este valor possa ascender a “100 mil milhões de euros (9% do PIB) num cenário mais severo”, valores que comparam com a estimativa inicial de 30 mil milhões de euros da Fitch, adianta a mesma fonte.

A Fitch prevê também que o endividamento de Espanha atinja os “95% do PIB em 2015, assumindo uma recapitalização da banca de 60 mil milhões de euros”. As previsões anteriores apontavam para que o endividamento atingisse um pico de 82% no final de 2013.

O facto da Fitch prever que Espanha permaneça em recessão até ao final do ano e que a economia só comece a recuperar em meados de 2013 também contribuíram para esta evolução.

A agência de notação financeira alerta ainda para o facto de Espanha ter agora “uma flexibilidade financeira muito reduzida” o que deixa o Executivo numa situação mais difícil para conseguir “intervir de forma decidida na reestruturação do sector bancário e aumenta a probabilidade de apoio financeiro externo”.

(Notícia actualizada às 18h05 com mais detalhes do relatório da Fitch)
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: