Funções do Estado  FMI diz que chegou a hora das reformas "inteligentes"
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

FMI diz que chegou a hora das reformas "inteligentes"

Fundo defende leque de propostas para eliminar eficiências e injustiças e promovero crescimento. Desafio do Governo será escolher e construir consensos.
FMI diz que chegou a hora das reformas "inteligentes"
Rui Peres Jorge 09 de janeiro de 2013 às 07:00

Em Portugal, o Estado é grande, ineficiente e concede privilégios injustificados, tornando-se um empecilho ao crescimento. O diagnóstico é do Fundo Monetário Internacional (FMI) e está na origem de um

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Ah pois 09.01.2013

Só no caso da classe política, poupar-se-ia milhões. Mas claro que a esses não chegarão tais medidas. Por que será ?!!....

comentários mais recentes
Anónimo 10.01.2013

Ahhhh bom chegou a hora das reformas "inteligentes" !... até aqui estiveram em vigor as reformas dos "BURROS"...

GAlmeida 09.01.2013

Tanto barulho à volta do pacote standard de medidas que a rapaziada do FMI, retirou do lote disponível existente nas profundas do seu miserável stock! Ter-se-ão enganado no País destinatário? Quero crer que sim!

Anónimo 09.01.2013

O Estado deve dinheiro porque foi assaltado por interesses privados como BPNs, Banifs, PPs, Fundações, subsídios, empresas municipais , tachos, não é chamado estado social que tem os cujos beneficiários são farmaceuticas,privados etc... É mentira???? TRoubar ainda mais para além da barbárie que já foram os roubos nas reformas é um c rime contra a humanidade que o Tribunal Penal Internacional devia julgar. Depois de uma vida inteira a pagar descontos e impostos sem fugir a nada o dinheiro é doas caixas e dos reformados é um atentado ao direito de propriedade privada como disse o tribunal constitucional alemão. Grandes selvagens!!!!!

Anónimo 09.01.2013

A snrª Lagarde diz que chegou a hora das reformas inteligentes. Pois bem, minha senhora: comece por obrigar o nosso Governo a acabar com os ordenados muito acima da média, bem como dos vários privilégios e mordomias que têm, todos os ministros, acessores e deputados e todos os outros colaboradores da área governativa e vai ver que sobre uma boa maquia. PF dê este "conselho" (para ser feito) ao snr Passos Coelho. Obrigado.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub