Economia FMI liberta empréstimo a Angola

FMI liberta empréstimo a Angola

FMI aprovou o cédito, apesar de insistir que Angola continua a acumular atrasos nos pagamentos. A dívida total de Angola está calculada em 5,2 mil milhões de euros
Negócios 27 de setembro de 2010 às 19:38
Angola obteve um crédito de 353 milhões de dólares (262 milhões de euros) do FMI (Fundo Monetário Internacional), ao abrigo do acordo de "stand-by" (SBA).

Com este novo empréstimo, eleva-se para 882,9 milhões de dólares (665 milhões de euros) o montante total dos apoios já concedidos pelo FMI ao Governo de Angola. O SBA tem como finalidade ajudar o país a lidar com os efeitos da crise internacional, que em 2009 provocou quebras no crescimento económico e nas reservas externas de Angola.

Este crédito foi libertado apesar do Governo não ter alcançado duas metas quantitativas previstas no acordo, as quais têm a ver com a acumulação de pagamentos em atraso, tanto internos com externos, sublinhou o FMI num comunicado citado pela agência Lusa. Segundo Murilo Portugal, director-adjunto do FMI, Angola precisa de implementar "vigorosamente" o programa de redução de dívidas em atraso.

A dívida geral de Angola foi estimada em Julho, pelo próprio presidente do país, em 5,2 mil milhões de euros, sendo que 30% deste montante era reclamado por empresas potuguesa. Nessa altura, que coincidiu com a visita de Cavaco Silva a Angola, José Eduardo dos Santos prometeu pagar a dívida às PME nacionais em dois meses.

Ao abrigo do SBA, assinado em Novembro do ano passado, está previsto que o FMI empreste um total de 1,32 mil milhões de dólares a Angola ao longo de 27 meses.


A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
asCetau82bvu 11.12.2016

http://trazodonehcl.us/ - trazodone hcl http://vardenafilonline.gdn/ - vardenafil online http://prozac-generic.eu/ - 20mg prozac http://buycafergot.club/ - cafergot http://buycephalexin1.top/ - buy cephalexin http://celebrex-generic.party/ - celebrex http://online-cialis.cricket/ - cialis

asCetapsg7kf 11.12.2016

http://clonidine01mg.us/ - clonidine http://serpina.gdn/ - serpina http://cleocin-online.party/ - cleocin lotion http://amoxil-online.cricket/ - amoxicillin amoxil

pub