Economia FMI revê previsão de crescimento e diz que fim da recessão do Brasil está próximo

FMI revê previsão de crescimento e diz que fim da recessão do Brasil está próximo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou um relatório na noite de quinta-feira afirmando que os indicadores económicos recentes sugerem que a recessão do Brasil esteja próxima do fim.
FMI revê previsão de crescimento e diz que fim da recessão do Brasil está próximo
Reuters
Lusa 14 de julho de 2017 às 01:34

O FMI elevou a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país sul-americano em 2017 de 0,2% para 0,3%. No entanto, o órgão reviu em baixa as estimativas para 2018, que passaram de uma subida de 1,7% para um crescimento de 1,3%.

 

Já para os anos de 2019 até 2022 a projecção é de uma subida de 2% para a economia brasileira.

 

Apesar do optimismo, o FMI alertou que "enquanto o fim da recessão [do Brasil] parece estar à vista, uma recente elevação da incerteza política colocou uma sombra sobre a perspectiva económica."

 

"A capacidade do Governo [do Brasil] de realizar mudanças no sistema de pensões, um passo necessário para assegurar a sustentabilidade fiscal, ficou mais incerta e, com eleições nacionais marcadas para 2018, está a fechar-se a janela para a acção legislativa", completou.

 

O FMI também reduziu as expectativas para a inflação brasileira, que passou de 4,4% para 4% em 2017, e de 4,3% para 4% no ano de 2018, tendo em vista que, na avaliação da organização, a recessão abriu espaço para uma queda maior da inflação.

 

Para os anos de 2019 até 2022 o FMI estimou uma inflação oficial do Brasil será de 4% ao ano.




pub