Economia Fogo de Castelo Branco lavra com "intensidade" e já entrou no Fundão

Fogo de Castelo Branco lavra com "intensidade" e já entrou no Fundão

O incêndio que começou este domingo em Castelo Branco lavra "com muita intensidade" e já entrou no concelho vizinho do Fundão, referiu o presidente da Câmara. 
Fogo de Castelo Branco lavra com "intensidade" e já entrou no Fundão
Cofina Media
Lusa 13 de agosto de 2017 às 19:38

"O fogo continua a progredir e já está no concelho do Fundão. Está a lavrar com muita intensidade", disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia.

 

Segundo o autarca, às 19:00 não havia localidades em perigo nem teve de se proceder à evacuação de aldeias por causa deste incêndio. "Esperemos que durante a noite se consiga controlar", frisou.

 

Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, explicou que as chamas entraram no concelho por volta das 17:30, sendo que este lavra "em todo o limite entre o Fundão e Castelo Branco".

 

O autarca afirmou que os recursos estão a ser concentrados para controlar o incêndio "na cumeada entre o Fundão e Castelo Branco, num estradão que foi feito para corta-fogos".

 

Caso não seja possível controlar o fogo na zona de fronteira entre os dois municípios, "pode haver um conjunto de localidades" ameaçadas na freguesia de Souto da Casa, disse.

 

De acordo com a página da Protecção Civil, consultada às 19:15, há 190 operacionais, 53 meios terrestres e três meios aéreos a combater as chamas. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

É necessário mãos firmes, fortes e pesadas para travar os incêndios e os incendiários, para que cada ano a seguir não seja cada vez pior. As câmaras municipais devem ter mais responsabilidade na gestão dos montes e florestas.

pub
pub
pub
pub