Economia Funcionários do Banco de Portugal ganham em média perto de 5 mil euros

Funcionários do Banco de Portugal ganham em média perto de 5 mil euros

Despesas com pessoal vão cifrar-se em 114,5 milhões de euros este ano. Repartindo-os pelos 1.689 funcionários do banco central, o salário médio é de 4.842 euros. Carlos Costa recebe 15.234 euros mensais. Para advogados estão previstos 1,3 milhões.
Bruno Simões 13 de Fevereiro de 2012 às 09:23
A notícia é avançada na edição de hoje do “Correio da Manhã”, que fez as contas aos salários dos funcionários do Banco de Portugal. O valor que está previsto pagar este ano em despesas com salários representa um corte de 5,4% face ao que foi pago em 2011, prossegue o jornal, conseguido com a eliminação de subsídios para a compra de material informático ou de apoio na doença.

O valor de 4.842 euros inclui não só os salários mas também os subsídios, contribuições e despesas de representação dos seus funcionários. Este valor está naturalmente inflacionado pelos salários mais elevados do governador Carlos Costa e dos administradores da instituição, cinco (contando com dois vice-governadores), que ganham por mês pelo menos 13.329 euros. O salário mensal mais baixo é de 509 euros, de acordo com os acordos colectivos de 2009. Os funcionários mantêm os subsídios de férias e Natal, à excepção da administração do banco.


O diário noticia ainda que o banco prevê gastar 1,3 milhões de euros com dois escritórios de advogados: 650 mil euros com a Sérvulo & Associados e outros 650 mil euros com a Vieira de Almeida & Associados, duas contratações que foram feitas por ajuste directo e sem consultar outras entidades.

Os funcionários recebem ainda vários subsídios: se forem trabalhadores-estudantes, o banco central português atribui-lhes 19,04 euros por mês. Se tiverem filhos, a instituição atribui-lhes um subsídio conforme o grau de ensino que frequentem, que varia entre os 24,82 euros até aos 67,45 euros por mês. Já os trabalhadores que intervêm nas operações de abertura, fecho, movimentação ou recontagem de valores nas casas-forte recebem um complemento mensal de 133,30 euros.

De acordo com as tabelas salariais publicadas pelo “CM”, Cavaco Silva, que se reformou no nível 18 da tabela da instituição, recebe uma reforma base de 2.320 euros, que pode ir até 3.698,98 euros.




A sua opinião26
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado agrochao 13.02.2012

E não são tais valores mais que merecidos? Até acho pouco!... Aquilo não é um banco, é um alfobre de génios. Pois que outra classificação pode ser atribuída, sem ser injusto, a vultos da estirpe do Prof. Cavaco (que agora mal ganha para as despesas...), do Dr. Constâncio (que acto mais patriótico e anti-pigas podereríamos nós, os pagadores de impostos, desejar do que "meter" 5MM no BPN?!... Felizmente o Sr. Constâncio conseguir um lugarzito no BCE, e logo com o pelouro da supervisão, que tão sabe exercer!...), do Dr. Marta, do Dr. Tavares Moreira, o Dr. Beleza (que dia sim, dia não opina em bom estilo blase... A lista de génios é infindável. Por isso, as minhas desculpas aos não nomeados.

comentários mais recentes
ManNextDoor 14.02.2012

Este deve ser um daqueles casos de 'Gorduras' que o nosso primeiro-ministro jurou saber onde estavam e que jurou cortar e combater.
Entretanto, depois de mais um estudo efectuado por uma consultora externa, chegou à conclusão que afinal é uma 'boa' gordura... logo é para manter...
Deve ter omega3...

silvia almeida 13.02.2012

Há alguns que até deviam pagar para lá trabalhar de tão bons que são! No que tocou á supervisão, os responsáveis pelos BPN´s deste país continuam no BdP e outros até arranjaram melhor tacho. E quem ficou a arder e tem de pagar o prejuízo são os camelos de sempre. Para alem de ser uma autentica pouca vergonha os ordenados obscenos desta gentalha, uma sacudidela aos funcionários no BdP por certo traria ao de cima as negociatas que enchem os bolsos de alguns/muitos! Portugal autentico país do 3º mundo!

Carlos 13.02.2012

Vejamos então qual é a diferença do salário médio em relação ao salário mínimo? Temos como salário médio 4842 euros e salário mínimo 485€, calculando 4842€ - 485 = 4357€ a mais. Em SMN dá 4357/485 = 8,983 salários mínimos, quase 9. Agora eu pergunto não será demais? Porque não se indexa todos os vencimentos da f.pública incluindo os do B.Portugal a um máximo de 6 salários mínimos??

varegue 13.02.2012

do sol que quando nasce é para todos a austeridade não ... exceptuam-se os habitantes de uma pequena aldeia gaulesa chamados Astérix , ... ui já estou a delirar.

ver mais comentários
pub