Mundo Furacão Ophelia sobe a categoria 3 e aproxima-se dos Açores

Furacão Ophelia sobe a categoria 3 e aproxima-se dos Açores

O furacão Ophelia subiu a categoria 3, numa escala de 5, e estava às 15:00 locais a 355 quilómetros a sul dos Açores, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
Furacão Ophelia sobe a categoria 3 e aproxima-se dos Açores
DR/ESA
Lusa 14 de outubro de 2017 às 17:39

"O furacão evoluiu para a categoria 3, mas em relação ao grupo oriental do arquipélago [ilhas de Santa Maria e de São Miguel], podemos dizer que se continua a prever vento médio igual ou superior a 65 quilómetros/hora e rajadas superiores a 100 quilómetros/hora", afirmou a meteorologista Elsa Vieira, da delegação regional dos Açores do IPMA, à agência Lusa.

 

Segundo Elsa Vieira, às 15:00 locais (mais uma hora em Lisboa) o furação Ophelia estava a 355 quilómetros a sul dos Açores.

 

A aproximação do furacão Ophelia e a passagem de uma superfície frontal fria levou o IPMA a emitir vário avisos meteorológicos para sete ilhas dos Açores.

 

Em São Miguel e Santa Maria, o aviso vermelho para precipitação forte vigora entre as 18:00 e as 24:00 de hoje. Este é antecedido de um aviso laranja também para chuva que está em vigor até às 18:00.

 

Estas duas ilhas mantêm-se sob aviso laranja para vento (até às 06:00 de domingo) e amarelo para agitação marítima no mesmo período, e, ainda, de trovoada ao longo da tarde e noite de hoje.

 

No grupo central, ilhas do Faial, Pico, Graciosa, Terceira e São Jorge, o aviso vermelho mantém-se até às 18:00. Há ainda aviso amarelo para trovoada que termina também à mesma hora.

 

O aviso vermelho é o mais grave de uma escala de quatro e representa uma situação meteorológica de risco extremo. O aviso laranja é o segundo da escala e indica situação meteorológica de risco moderado a elevado. O aviso amarelo é o terceiro da escala e revela uma situação de risco para determinadas actividades dependentes da situação meteorológica.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub