Emprego Geringonça não foi capaz de baixar precariedade laboral
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Geringonça não foi capaz de baixar precariedade laboral

O peso dos contratos a termo no conjunto do emprego mantém-se em 22% ao fim de dois anos de governação socialista, com o apoio de Bloco de Esquerda e PCP. Um número que promete aquecer o debate desta tarde no Parlamento.
A carregar o vídeo ...

Os níveis de precariedade do mercado laboral praticamente não mudaram nos últimos dois anos. De acordo com os dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no último trimestre de 2017, 22,2% dos )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Negar o óbvio... 08.02.2018

O PS pode dizer o que bem entender, mas os Portugueses não são estúpidos e sabem bem a precariedade tem vindo a aumentar (e muito). A conversa fiada da diminuição do desemprego tem perna curta, e a precariedade dos vinculos laborais é a outra face da moeda. Mais inseguros e a ganhar menos!

Eusebio manuel Vestias Pecurto Vestias 08.02.2018

A Democracia Portuguesa esta funcionando muito bém para os grupos investidos comerciais e de interesse próprio que o controlam A democracia está falhando no interesse público porque o dinheiro é mais importante para o Governmo e seus benfeitores do que a honestidade e integridade

Normal 08.02.2018

Endireitar a porcaria que os filhas da puta da paf fizeram não é fácil

pertinaz 08.02.2018

A PRECARIDADE VAI AUMENTAR E OS SALÁRIOS VÃO BAIXAR AINDA MAIS...

É ISTO A AUSTERIDADE DA ESCUMALHA DE ESQUERDA...

SINDICATOS CALADINHOS SENÃO APANHAM...!!!

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub