Impostos Gestifute: José Mourinho pagou mais de 26 milhões de euros em impostos

Gestifute: José Mourinho pagou mais de 26 milhões de euros em impostos

José Mourinho pagou mais de 26 milhões de euros em impostos no período em que residiu em Espanha, informou hoje a Gestifute, empresa do agente de futebol Jorge Mendes, que representa o treinador português.
Gestifute: José Mourinho pagou mais de 26 milhões de euros em impostos
Reuters
Lusa 06 de dezembro de 2016 às 20:53

"José Mourinho, que residiu em Espanha desde Junho de 2010 até Maio de 2013, pagou mais de 26 milhões de euros em impostos, com uma taxa média superior a 41% ", pode ler-se na nota publicada na página oficial da Gestifute.

 

A empresa recorda que, tal como revelou na semana passada, as autoridades espanholas, através da Agência Tributária, confirmaram com um certificado que José Mourinho tem regularizada a sua situação e que tem actualizadas todas as suas obrigações fiscais.

 

Esta reacção da Gestifute surge na sequência das notícias publicadas pelo consórcio de órgãos de comunicação social European Investigative Collaborations (EIC), que implicaram José Mourinho num alegado esquema de evasão fiscal, revelado pela plataforma digital 'Football Leaks'.

 

Na quinta-feira, a Gestifute fez saber, através de uma declaração pública, que Cristiano Ronaldo e José Mourinho estão em dia com as suas obrigações fiscais, tanto em Espanha como no Reino Unido.

 

Na mesma declaração, enviada à agência Lusa, a empresa de Jorge Mendes sublinhou que Cristiano Ronaldo e José Mourinho nunca estiveram envolvidos em qualquer processo judicial relativo à prática de qualquer delito fiscal e ameaça que qualquer insinuação ou acusação dessa natureza em relação a ambos será denunciada e perseguida nos tribunais. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub