Ambiente Governo anuncia contratação de 500 novos sapadores

Governo anuncia contratação de 500 novos sapadores

O Ministro do Ambiente anunciou este sábado um conjunto de novas medidas de prevenção de incêndios florestais com a promessa de 50 vigilantes da natureza a iniciar funções já a partir de 4 de Novembro.
Governo anuncia contratação de 500 novos sapadores
João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente.
Filomena Lança 21 de outubro de 2017 às 17:43

Nos próximos dois anos serão constituídas cem novas equipas de sapadores, num total de 500 efectivos. O anúncio foi feito no decurso do Conselho de Ministros extraordinário que está a decorrer este sábado, 21 de Outubro. Em declarações aos jornalistas numa pausa da reunião, o ministro do Abiente adiantou que está em causa "um vasto projecto" que inclui além das contratações, a aquisição de viaturas e de equipamentos. A título de comparação, refira-se que hoje em dia actuam no terreno 292 equipas de sapadores florestais, 20 das quais criadas já este ano, com um total de 100 operacionais.

 

Já mais no imediato, e para iniciarem funções no próximo dia 4 de Novembro, está prevista a contratação de 50 vigilantes da natureza, acrescentou João Pedro Matos Fernandes.

 

Para os projectos de prevenção estrutural nas matas o Governo prevê gastar uma verba de três milhões de euros que, afirmou o ministro, deverão ser multiplicados por candidaturas ao POSEUR, os fundos comunitários do Portugal 2020.

 

Uma outra medida que sairá hoje do Conselho de Ministros passa pela criação de um projecto de voluntariado jovem, a lançar no próximo ano e que deverá envolver 10 mil pessoas entre os 18 e 30 anos. O projecto inclui acções de sensibilização para as questões ambientais e de prevenção de fogos e transmissão dessas informações e explicações ao resto da comunidade, disse o ministro.

 

Ainda na área da prevenção de fogos, o Governo pretende agora replicar em outras matas nacionais o projecto-piloto da Peneda/Gerês que, afirmou, permitiu reduzir este ano a área ardida em 60%, comparando com o ano passado.

 

Para o conjunto das medidas agora anunciadas está previsto um investimento público na ordem dos 20 milhões de euros, concretizou João Pedro Matos Fernandes.

 




pub