Economia Governo foi além de Bruxelas no défice estrutural
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Governo foi além de Bruxelas no défice estrutural

Bruxelas pedia que o défice estrutural não fosse agravado em 2016, mas o Governo português acabou o ano com uma melhoria de 0,1 pontos, calcula o CFP. O ajustamento terá de continuar nos próximos anos.
Governo foi além de Bruxelas no défice estrutural
Bruno Simão
Nuno Aguiar 12 de abril de 2017 às 00:01

O défice estrutural voltou a melhorar no ano passado depois de ter regressado aos agravamentos em 2015. Segundo as contas do Conselho das Finanças Públicas (CFP), o saldo estrutural diminuiu 0,1 pontos percentuais. Um valor que

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 12.04.2017


Perguntem ao Vara, ao Sócrates, ao Costa e ao PS.

Eles sabem onde estão os 5.000 milhões de €… que roubaram na Caixa Geral de Depósitos!

comentários mais recentes
Anónimo 12.04.2017

O que esta gente é capaz de fazer para salvar o excedentarismo de carreira sindicalizado. Não se admirem se umas infraestruturas sob a alçada da administração pública se degradarem ao ponto de causar algum acidente perfeitamente evitável ou se essa mesma administração pública se tornar tão obsoleta neste admirável mundo novo em que vivemos, tornando a economia portuguesa ainda menos competitiva e a sociedade portuguesa ainda mais injusta, que mais uma vez Portugal fica condenado a viver no limiar do subdesenvolvimento como nas restantes grandes revoluções industriais e tecnológicas.

Anónimo 12.04.2017


IGUALDADE PARA TODOS

Os cortes nas PENSÕES ATUAIS devem, obrigatoriamente, ser IGUAIS aos cortes nas PENSÕES FUTURAS!

Anónimo 12.04.2017


Perguntem ao Vara, ao Sócrates, ao Costa e ao PS.

Eles sabem onde estão os 5.000 milhões de €… que roubaram na Caixa Geral de Depósitos!

Jornaleirismo e ..jornalecos! 12.04.2017

Nada d admirar num Pais onde a direitralha mais obtuza e INCOMPTENTE na EUROPA (basta ver o q nunca fizeram e o Pais q deixaram!)controla o"jaquinzinho jornaleiro/a"
Esta e' mais uma "dose da tia",uma chazada deslavada
Afinal ela nem piou qndo o chefe Cuelho esfolou os tugas"indo alem da Troika.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub