Economia Mourato Nunes é o novo presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil

Mourato Nunes é o novo presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil

O Ministério da Administração Interna (MAI) indigitou o antigo comandante geral da GNR Carlos Manuel Mourato Nunes para presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil, na sequência da saída do antecessor.
Mourato Nunes é o novo presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil
Negócios com Lusa 05 de novembro de 2017 às 12:23

Em comunicado, o MAI informa que "o ministro da Administração Interna [Eduardo Cabrita] indigitou o tenente-general Carlos Manuel Mourato Nunes para exercer as funções de Presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil".

 

A tutela adianta que vai "desencadear os procedimentos tendo em vista a sua nomeação, concretamente a audição da Comissão Nacional de Protecção Civil", pelas 12:00 de segunda-feira.

 

O antecessor de Mourato Nunes entregou uma carta a apresentar a sua demissão do cargo, no dia 18 de Outubro, no mesmo dia que a então ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, mas a sua decisão só foi comunicada publicamente no dia seguinte.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz Há 2 semanas

CHEIRA A MOFO...O QUE NÃO ADMIRA POIS DEVE SER DIFÍCIL ENCONTRAR CANDIDATOS...

Anónimo Há 2 semanas

A Proteção Civil fica bem entregue. A estrutura vai funcionar no terreno florestal com a fiscalização, corte e limpeza, prevenção e combate na fase inicial da deflagração dos incêndios, de forma a evitar grandes proporções.

Antonio Gonçalves Jorge Há 2 semanas

... p
Parece-me bem ,e depois manda a GNR patrulhar as matas conjuntamente com os militares!

JCG Há 2 semanas

As Câmaras Municipais, no meu entender, devem assumir a responsabilidade de dirigir a proteção civil nos municípios. Proteger as populações devem ser a sua 1ª responsabilidade. Por isso devem ser os 1ºs promotores da prevenção. Se não têm meios ou competências legais que as exijam.

ver mais comentários
pub