Economia Governo pediu mais informações depois dos relatórios do SIRESP e da SGMAI

Governo pediu mais informações depois dos relatórios do SIRESP e da SGMAI

Ministra da Administração Interna viu relatório do SIRESP e pediu estudo independente e auditoria à entidade que gere e fiscaliza a rede de comunicações de emergência.
Governo pediu mais informações depois dos relatórios do SIRESP e da SGMAI
Miguel Baltazar/Negócios
Marta Moitinho Oliveira 28 de junho de 2017 às 13:07

A ministra da Administração Interna pediu ao Instituto de Telecomunicações (IT) um estudo independente sobre o funcionamento do SIRESP e solicitou à Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI) uma auditoria à Secretaria-Geral da Administração Interna (SGAI), a entidade gestora da rede de comunicações de emergência.

Constança Urbano de Sousa pediu a "elaboração pelo IT, laboratório associado e reconhecido pelas suas competências técnicas e científicas, de um estudo independente sobre o funcionamento do SIRESP em geral, e em situações de acidente grave ou catástrofe, em particular", revela o Governo no seu portal.

No despacho, com data de 26 de Junho, a ministra diz que devem ser identificados "do ponto de vista técnico, eventuais constrangimentos e propondo possíveis medidas que possam garantir que o SIRESP responde às necessidades para o qual foi criado".

Neste dia a ministra já tinha em seu poder o relatório do próprio SIRESP, que apenas foi de conhecimento público um dia depois (a 27 de Junho).

Apesar das "dificuldades de comunicação" reportadas pelos utilizadores do SIRESP, o relatório de avaliação divulgado esta terça-feira pela rede de comunicações de emergência diz que o sistema esteve "à altura da complexidade" dos incêndios de Pedrogão Grande que tiraram a vida a 64 pessoas e deixaram mais de 200 feridos.  

Além disso, a governante pediu também a "realização pela IGAI de uma auditoria ao cumprimento, por parte da Secretaria Geral da Administração Interna, enquanto entidade gestora do SIRESP, das obrigações legal e contratualmente estabelecidas, designadamente ao nível da gestão, manutenção e fiscalização", lê-se no portal do Governo.

Este despacho, também com data de 26 de Junho, pede que o relatório seja entregue no prazo de 30 dias à ministra da Administração Interna e surge depois do relatório do SIRESP. Neste despacho, Constança Urbano de Sousa lembra que a SGAI tem como atribuições "gerir, controlar e acompanhar os projectos do SIRESP e RNSI e os centros de dados, garantindo ainda a monitorização, os níveis de serviço, o apoio técnico e logístico aos utilizadores e o apoio logístico e administrativo necessário ao respectivo conselho de utilizadores".

A 26 de Jungo, a secretaria-geral da Administração Interna enviou ao Governo um relatório onde defende que a Protecção Civil devia ter solicitado "em tempo útil" estação móvel das comunicações.  



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Penso que toda a gente minimamente seria, Independente da Partidarite, reprova a insensibilidade para com as mortes e sentimentos das Famílias, com que o PSD e Passos Coelho CDS tem explorado Politicamente a situação sem nenhum Pudor, nenhuma ética, descaramento deplorável.

Água Pura Há 3 semanas

Pede ao Xico marques que ele tem lá os registos desde Lisboa até à Guiné

pub
pub
pub
pub