Economia Governo tem 20 milhões de euros para requalificar instalações da PSP e GNR

Governo tem 20 milhões de euros para requalificar instalações da PSP e GNR

A secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna anunciou que, em 2018, o Governo tem disponíveis 20 milhões de euros destinados à construção e requalificações das infraestruturas das forças de segurança.
Governo tem 20 milhões de euros para requalificar instalações da PSP e GNR
Nuno Alfarrobinha
Lusa 29 de janeiro de 2018 às 16:01
O Governo tem disponíveis 20 milhões de euros para a construção e requalificação de instalações da Polícia de Segurança Pública (PSP) e da Guarda Nacional Republicana (GNR), anunciou hoje a secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna.

"Para 2018, temos uma verba de 20 milhões de euros na Lei de Programação de Infraestruturas e Equipamentos, só para as infraestruturas das forças de segurança, um valor que nunca houve anteriormente", disse aos jornalistas Isabel Oneto, à margem da assinatura do protocolo para a requalificação da esquadra da PSP de Portimão, no Algarve.

De acordo com a secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, as obras de construção e requalificação das instalações das forças de segurança em todo o país estão a ser programadas de acordo com as prioridades indicadas pelas forças de segurança, quer da PSP, quer da GNR.

"As verbas estão programadas e sabemos não só o que vem de trás, como o que vai ser lançado, e o plano seguirá de acordo com o que está previsto", sublinhou.

A governante admitiu que todos os procedimentos "são morosos porque têm muita burocracia associada e que não pode ser dispensada", acrescentando que para todos eles "há já decisão do Governo para que sejam desencadeados".

Para Isabel Oneto, as parcerias entre o Governo e as câmaras municipais, duas entidades públicas, "são fundamentais e importantes para a execução das obras, sendo uma garantia de maior rapidez nas respostas para a requalificação dos equipamentos".

"Podendo a câmara executar a obra, é uma garantia de maior rapidez", destacou.

Isabel Oneto presidiu hoje em Portimão à assinatura do protocolo entre o município algarvio, o Ministério da Administração Interna e o director nacional da PSP, para as obras de requalificação da esquadra da divisão da polícia na cidade.

O documento prevê que seja o município a elaborar o projecto e a execução dos trabalhos, estando o MAI comprometido a efetuar a transferência das verbas necessárias.

A secretária de Estado Adjunta escusou-se a revelar o valor previsto para as obras em Portimão, acrescentando que, "apesar de existir uma estimativa, o Governo optou por esperar pelo projecto de execução para depois falar em valores".

"A sustentabilidade da obra em Portimão está assegurada e o que nos preocupa neste momento é acelerar tanto quanto possível a sua realização. Este protocolo é fundamental, porque a câmara poderá ter um maior acompanhamento e verificação da obra e dos requisitos necessários daquilo que são as verdadeiras necessidades da polícia", concluiu.

Por seu turno, a presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes, indicou aos jornalistas que as obras no edifício da esquadra da PSP da cidade "vão, certamente, ascender a largas centenas de milhares de euros, não havendo ainda um prazo previsto para o início dos trabalhos".



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
General Ciresp 29.01.2018

Mais bem empregue a RECUALIFICAR a gerigonca visto q a maioria esta sobre alcada da justica.Esses DANADOS FAMINTOS ao tomarem posse dizem"JURO Q CUMPRIREM COM LEALDADE"pelo q se esta a ver e 1 lealdade medonha.O gana(po)d.branca diz q por nada dispensa o DESleal deficit.Para q serve o juramento q fa

Anónimo 29.01.2018

É fácil e não se gasta tanto dinheiro. As mesmas instalações nas localidades chega para todos.

cativado 29.01.2018

...e as escolas onde caem os tectos, não fecham as janelas, não há aquecimento...essas não têm verbas...devem estar na gaveta das cativações do Mário Centeno...ou nos pagamentos do Estado para salvar os Bancos...

Miguel 29.01.2018

Deve dar para pôr a SportTV em todas as esquadras

pub