Orçamento do Estado Governo corta um terço na previsão de investimento para 2017
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Governo corta um terço na previsão de investimento para 2017

Governo revê em baixa crescimento económico para 2016 e 2017 face ao Programa de Estabilidade. Novo cenário macro admite subida do investimento inferior a Abril.
Governo corta um terço na previsão de investimento para 2017
Miguel Baltazar
Marta Moitinho Oliveira 13 de Outubro de 2016 às 21:15

O Governo vai cortar em cerca de um terço a previsão de investimento para 2017 e prepara-se para assumir que, este ano, o investimento total vai diminuir, apurou o Negócios. As novas previsões fazem parte do cenário

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mauricio Sousa Há 2 semanas

a única coisa que vai ter crescimento em 2017 além dos impostos é da dívida externa...parabens costa e seus bandalhos...

Cipriano Antonio Arrepia Saraiva Há 2 semanas

1º Ministro sujeito de aspecto boçal, faz politica traindo tudo e todos, labrego cheio de ambição pessoal , age como um pequeno ditador este sabujo

Arierom Sevla Há 2 semanas

Maria Teresa Santos um orçamento feito na rua , com o apoio da comunicação social, sic, tvi, aqueles que promoveram esta geringonça e continuam a leva-la ao colo... mais os ilustres comentadores esquerdistas ... em que esta geringonça fez este orçamento na praça publica em que levou os partidos que apoiam este governo o BE e PCP, num concurso de ideias em disputa dos quais aquele que ficava melhor na ribalta dos holofotes das TV,s...temos um PCP, a lutar pelas medidas que aumenta a despesa, mais do lado de uma agenda da inter-sindical , o pagamento das pensões, aumento dos salários dos funcionários públicos, é do PCP, o aumento dos subsídios de refeições dos funcionários públicos, é do PCP, as questões relativas ao sector empresarial do estado, entre outras . e temos um BE , com uma agenda de fractura de confronto, entre grupos entre classes. entre portugueses entre os privados e o estado .os impostos para retirara receita á conta dos impostos sob património, imi, vistas, refrigerantes aos doces actualização das rendas das fontes de energia ,mais a questão da sobretaxa, ... se repararmos e com este dialogo popular , em que este orçamento se transformou,.. numa discução na praça publica !!!..e.o BE com agenda fracturante, da receita por via de impostos , ... o que é resta desta manta de retalhos ... quais são as compensações ??? o PCP tem ainda as suas reivindicações..e o PS ..por onde anda??? .. anda a servir de policia sinaleiro .. a controlar esta matilha de gananciosos pela detenção do poder ... e manda seguir ou manda parar !!!!. .SERÁ que é daqui que vem a receita e que se vai governar portugal ???.. enfim só vejo despesas e mais despesas , direitos e mais direitos ... mas deveres nem uma palavra sai da boca desta gente .. nada de deveres ... nada para o pais crescer.. nada como fazer crescer o pais... nada para o desenvolvimento da economia ... nada para o investimento.. para criar riqueza e poder de investimento para fazer face a estas exigências .... só entra despesa, .. direitos e não deveres.. onde o pais de calões que esta a viver á conta de calotes e fiado esperam ir buscar dinheiro ... a UE, só pode ... mas desenganem-se do dinheiro fácil vindo da Europa ... não é por acaso que a CE, esta de olho nesta geringonça ..e as sanções teem o seu lado o seu significado .. não é por acaso que alguns países da UE, já manifestou o seu parecer.. um pais que não trabalha, não cria riqueza, vive á conta dos empréstimos da divida publica, reverte, fez reversões, diminui as horas de trabalho, repõem feriados, não investe!!!! ... concluo que neste orçamente não há um sinal de crescimento para o país, nem de investimento ... mas .. tirar dos "ricos " para dar aos pobres ,, resumindo o que é resta deste orçamento, a próxima falência do estado ... hoje o estado está falido ... teve de recorrer a um perdão fiscal para ter dinheiro na reposição dos salários, da função publica..até ao fim do ano ..

Eduardo Cesar Oliveira Dacosta Há 2 semanas

"Falta(-vos) um pedacinho assim..."

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub