IMI Grupo de trabalho para reavaliação fiscal de terrenos já está constituído
IMI

Grupo de trabalho para reavaliação fiscal de terrenos já está constituído

O Governo quer reavaliar o modelo de avaliação dos prédios rústicos. Para isso já constituiu um grupo de trabalho.
Grupo de trabalho para reavaliação fiscal de terrenos já está constituído
Bruno Simão/Negócios

"É criado o grupo de trabalho para a definição do novo modelo de avaliação dos prédios rústicos", revela um despacho publicado esta segunda-feira, 10 de Abril, em Diário da República.

 

"O Grupo de Trabalho tem por principal missão a definição de um novo modelo de avaliação para os prédios rústicos, que se caracterize por uma maior simplicidade e facilidade de aplicação, sem perder de vista a adequação ao valor económico real dos prédios avaliados", explica a mesma nota.

 

Tal como o Negócios já tinha noticiado, a intenção do Governo de dar os primeiros passos para a avaliação geral dos prédios rústicos está prevista no Orçamento do Estado para 2017, havendo o compromisso de apresentar à Assembleia da República, até ao final do mês de Abril, uma proposta com novos critérios de avaliação para os imóveis que ultrapassem os 50 hectares.

A necessidade de avançar para a reavaliação geral dos prédios rústicos vem sendo apontada há vários anos por diversos fiscalistas, e, apesar de ter havido diversas manifestações de intenções políticas, na prática, a complexidade do processo tem sido um obstáculo à sua concretização.

As bases de dados da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) contêm o registo destes imóveis e respectivos valores matriciais, mas ninguém põe a mão no fogo por elas, sobretudo quando estão em causa terrenos mais pequenos, com limites que já podem ter sido alterados e titulares que podem ter mudado entretanto.

Esta é a razão pela qual o Governo optou por fazer uma abordagem faseada, em vez de partir logo à partida para uma reavaliação de todo o património rústico, como aconteceu no caso dos prédios urbanos.

A carregar o vídeo ...



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Johnny 10.04.2017

Toca a chupar esses papões que andam por aí a comprar tudo e mais alguma coisa !
Quem tem 50-100 casas alugadas e milhares de hectares de terrenos tem de começar a pagar IMI de LEÃO !
Que vão fazer especulação e açambarcamento da cöna da mãe deles !

Desatualização ? 10.04.2017

Gostei do título " DESATUALIZAÇÃO "

Comprometeu-se com o PCP 10.04.2017

Mais uma medida do PCP que visa acabar com os latifundios Como constava na constituição de 19766

Camponio da beira 10.04.2017

Uma deputada foi a uma palestra de agricultura.Como é da praxe teve que "botar faladura" e, a dada altura disse que nada percebia de agricultura mas que o pai era agricultor. De seguida um interveniente perguntou-lhe se não falava com o pai, e o que estava a fazer numa comissão de agricultura?

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub