Mundo Guterres desiste de fazer apelos e lança alerta ao mundo

Guterres desiste de fazer apelos e lança alerta ao mundo

O secretário-geral das Nações Unidas pede a união dos países para tornar o mundo mais seguro em 2018.
A carregar o vídeo ...
Negócios 31 de dezembro de 2017 às 11:00

O secretário-geral das Nações Unidas, na sua mensagem de Ano Novo, destaca a evolução negativa em 2017 no que diz respeito aos conflitos, ansiedade com armas nucleares, combate às alterações climátcas, desigualdades, violações dos direitos humanos, nacionalismo e xenofobia.   

 

"Há um ano, quando iniciei o meu mandato, lancei um apelo à paz para 2017. Infelizmente o mundo seguiu, em grande medida, o caminho inverso. No primeiro dia do ano de 2018 não vou lançar um novo apelo. Vou emitir um alerta ao mundo", afirma António Guterres.

 

O secretário-geral das Nações Unidas pede a união dos países para tornar o mundo mais seguro e solicionar conflitos. "Apelo aos líderes em todo o mundo para o seguinte compromisso de ano novo: estreitem laços, lencem pontes".

 




A sua opinião22
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas

Para lançar pontes vão chamar a Lena certo?

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Legendas de português para português? É uma piada brasileira?

Do Piçalho Há 2 semanas

É isso ai seu Guterres , mais porrada e menos conversa

Antonio Há 2 semanas

Há por aí uma gente pequena, que mede os outros por si própria. A ONU e Guterres, têm feito muito pela humanidade. A denúncia do discurso belicista Trump/kim Jong-Un, dois loucos que ameaçam o mundo com o desastre nuclear, o apoio aos refugiados e a luta contra o aquecimento global, provam-no.

Anónimo Há 2 semanas

Na ONU quem manda, nao e` Guterres, mas sim quem, com mais dinheiro contribui para a sua existencia; e, mais nada!

ver mais comentários
pub