Política Henrique Neto: Costa é "um erro de ‘casting’ como estadista e primeiro-ministro"

Henrique Neto: Costa é "um erro de ‘casting’ como estadista e primeiro-ministro"

O antigo deputado e dirigente socialista Henrique Neto vai abandonar o Partido Socialista, uma saída anunciada num artigo de opinião hoje publicado no jornal Expresso.
Henrique Neto: Costa é "um erro de ‘casting’ como estadista e primeiro-ministro"
Lusa 22 de julho de 2017 às 11:15

"É para mim óbvio que só me resta a decisão de me demitir de militante do Partido Socialista", escreve Henrique Neto, depois de desfiar várias críticas à atuação do primeiro-ministro, António Costa.

 

O antigo candidato à Presidência da República começa o texto com críticas à atuação política no caso dos incêndios que há mais de um mês causaram a morte a 64 pessoas.

 

"A responsabilidade pela morte de 64 pessoas inocentes, famílias inteiras, não pode continuar a ser uma questão alienada pela propaganda política. Pessoalmente, tenho de afirmar o que me parece óbvio: António Costa tem a maior carga de responsabilidade pelo que fez e pelo que não fez", lê-se no texto de Henrique Neto.

 

Quanto ao caso do roubo de armamento em Tancos, o antigo deputado socialista considera que António Costa colocou "a sua cultura propagandística à frente do seu papel de primeiro-ministro".

 

Para Henrique Neto, a "recusa em esclarecer os portugueses" tem sido uma "forte característica" do actual Governo, com implicações em casos como o Banif, Montepio, Novo Banco ou Caixa Geral de Depósitos.

 

"António Costa é um bom executante da política à portuguesa e um erro de ‘casting’ como estadista e primeiro-ministro", escreve ainda o candidato à Presidência da República em 2016.

Henrique Neto, empresário de 81 anos, aderiu ao PS em 1993, convidado pelo então secretário-geral Jorge Sampaio. Antes, tinha sido militante do PCP, entre 1968 e 1975, tinha participado na campanha de Humberto Delgado em 1958 e foi, em 1969, candidato às eleições legislativas da Oposição Democrática pelo distrito de Leiria .




A sua opinião39
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Pedro Montes 31.07.2017

Na verdade não é um erro de casting porque não houve casting ou, a haver, ele não o ganhou e entrou por cunha. Mas a malta tem memória curta, é isso?

Anónimo 29.07.2017

Agora PS vai ser como o PCP.
Tudo calado a seguir o Lider sem vozes do contra

Anónimo 25.07.2017

O pessoal da geringonça não admite opiniões contrárias, então o PM é isto que este sr diz? Só leio ofensas, nem um ideia a defender o PM. Parece que este homem é um bandido e se alguém falar mal do bandido que foi um determinado PM, la voltam as ofensas.

francisco rodrigues 24.07.2017

Este é mais um dos tantos barretes que o PCP enfiou ao PS. O PS caiu que nem um patinho e disseram ao mundo inteiro que estas pessoas eram muito democratas e não podiam estar no PCP. Este é mais um exemplo tipo José Luis Judas, Pina Moura, etc

ver mais comentários