Américas Hillary Clinton alarga vantagem sobre Trump antes de último debate

Hillary Clinton alarga vantagem sobre Trump antes de último debate

Numa sondagem realizada para a Bloomberg, Hillary Clinton continua a liderar as intenções de voto para as presidenciais norte-americanas. E alarga a vantagem em relação a Donald Trump.
Hillary Clinton alarga vantagem sobre Trump antes de último debate
Reuters
Ana Laranjeiro 19 de Outubro de 2016 às 12:29

A horas do terceiro e último frente-a-frente televisivo entre Hillary Clinton e Donald Trump, as sondagens continuam a não ser favoráveis ao candidato do Partido Republicano. A Bloomberg realizou uma sondagem que revela um alargamento da vantagem da candidata Democrata.

A pergunta colocada foi: "se as eleições fossem hoje e os candidatos fossem Clinton pelos Democratas, Trump pelos Republicanos, Johnson pelos Libertarians e Stein pelo Green Prty, em quem é que votaria?". E 47% dos inquiridos respondeu em Hillary Clinton e 38% em Donald Trump. A sondagem realizada para a agência a possíveis eleitores indica assim que Hillary Clinton está 9 pontos percentuais à frente de Trump. Este inquérito foi realizado depois de várias mulheres terem vindo a público assinalar que o multimilionário fez ataques sexuais indesejados.

A agência noticiosa considera mesmo que "Donald Trump teria de ter um regresso histórico para vencer [a corrida] à Casa Branca em 20 dias". Isto "numa altura em que fatias importantes do eleitorado se afastam da sua candidatura".

O apoio a Trump de grupos de eleitores considerados como críticos – como é o caso das pessoas com níveis educacionais mais baixos – enfraqueceu nestes últimos dias de campanha.

"Esta sondagem mostra um movimento em direcção a Clinton de todos os grupos [necessários para vencer] incluindo homens e aqueles que não têm uma licenciatura académica", disse J. Ann Selzer, que esteve a supervisionar esta sondagem.


Na última segunda-feira, uma sondagem da CNN apontava que a candidata democrata estava 8 pontos à frente do candidato Republicano. Nesta sondagem para a estação de televisão norte-americana, Clinton recolhia 47% das intenções dos possíveis eleitores. E Trump 39%.

   




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Michael Bloomberg...dos maiores inimigos de Trump.

Criador de Touros Há 3 semanas

Ela não vale nadinha, mas o Trump consegue ainda ser pior. Aqui trata-se de escolher o menor dos males. Em democracia é sempre assim.Cuidado com o Trump em política externa, muito pior que ela e ela não vale nada. O Criador de Touros acompanha os canais e jornais americanos.

Carlos Alberto Alves Há 3 semanas

não percebo como é que a esquerdalha cá da parvónia pensa que o ideal e representativo da ''esquerda'' é a tal clinton e aparecem sempre por aí a bater-lhe a pála ...

Carlos Alberto Alves Há 3 semanas

continua a propaganda sem vergonha pro clinton... fizeram o mesmo na Libia no brexit... os resultados estão à vista de todos

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub