Política Hugo Soares deverá ser candidato à liderança parlamentar do PSD

Hugo Soares deverá ser candidato à liderança parlamentar do PSD

O vice-presidente da bancada do PSD Hugo Soares deverá ser candidato à liderança do grupo parlamentar, disseram à agência Lusa dirigentes social-democratas.
Hugo Soares deverá ser candidato à liderança parlamentar do PSD
Paulo Duarte
Lusa 06 de julho de 2017 às 22:07

O líder parlamentar, Luís Montenegro, que já não se pode recandidatar por ter atingido o limite de mandatos previsto nos estatutos do PSD, tinha anunciado hoje de manhã a marcação de eleições para a direcção da bancada para 19 de Julho.

 

Hugo Alexandre Lopes Soares, 34 anos, é vice-presidente da bancada desde Outubro de 2013. Advogado, Hugo Soares foi eleito deputado por Braga pela primeira vez em 2011.

 

Na actual legislatura integrou, como coordenador do PSD, a Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco.

 

No âmbito desta comissão, Hugo Soares entrou em polémica com o presidente da Assembleia da República e chegou a acusar Ferro Rodrigues de colocar em causa "o regular funcionamento do parlamento" ao rejeitar o alargamento do objecto da comissão.

 

O actual 'vice' da bancada social-democrata destacou-se quando, no final de 2013, ainda líder da JSD, foi o primeiro subscritor de um referendo com duas perguntas, uma sobre co-adopção e outra sobre adopção de crianças por casais do mesmo sexto, que foi aprovado no parlamento com os votos do PSD e a abstenção do CDS-PP, mas que depois foi declarada inconstitucional pelo Tribunal Constitucional, em Fevereiro de 2014.

 

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, justificou a marcação de eleições para a direcção da bancada, para já, com a necessidade de a próxima direcção desta preparar o arranque dos trabalhos em Setembro.

 

"Não há nenhuma antecipação, o mandato desta direcção termina com o final desta sessão legislativa, bem sei que ainda há uns dias programados em Setembro, mas toda a gente sabe que a transposição das sessões se faz entre Julho e Setembro", afirmou Luís Montenegro aos jornalistas, no final da reunião do grupo parlamentar onde fez o anúncio.

 

Luís Montenegro salientou que a escolha desta data "é única e exclusivamente" da sua responsabilidade. Hoje, durante a tarde foram visíveis as movimentações no corredor social-democrata no parlamento, com muitos dos atuais vice-presidentes a entrarem e saírem da sala do grupo parlamentar, onde também esteve o presidente do partido, Pedro Passos Coelho.

 

Na reunião da bancada de hoje de manhã, que decorreu como sempre à porta fechada, o presidente do PSD frisou já ter trabalhado com dois presidentes da bancada, referindo-se a Miguel Macedo e Luís Montenegro.

 

Dizendo que não se envolverá neste processo, Passos Coelho remeteu a responsabilidade da escolha do líder parlamentar do PSD para os deputados e assegurou que "a direcção trabalhará com que for o escolhido".

 

Luís Montenegro exerce funções de líder parlamentar do PSD desde Junho de 2011, quando foi eleito com 86% dos votos, tendo sido sucessivamente reeleito em Outubro de 2013, com 87% dos votos, e em Novembro de 2015 com quase 98% dos votos, sempre sem oposição.

 

A actual direcção da bancada do PSD tem, no total, 11 vice-presidentes: Hugo Soares, Carlos Abreu Amorim, Miguel Santos, Amadeu Albergaria, Adão Silva, Luís Leite Ramos, Miguel Morgado, Berta Cabral, António Leitão Amaro, Sérgio Azevedo e Nuno Serra.




pub