Economia Ibero-Americana: António Costa defende criação de "concurso de empreendedorismo jovem"

Ibero-Americana: António Costa defende criação de "concurso de empreendedorismo jovem"

O primeiro-ministro português considerou este sábado que a comunidade ibero-americana deve investir na educação, na ciência e na inovação, e defendeu que se deveria criar "um concurso de empreendedorismo jovem no espaço ibero-americano".
Ibero-Americana: António Costa defende criação de "concurso de empreendedorismo jovem"
Miguel Baltazar
Lusa 29 de Outubro de 2016 às 22:18

Numa intervenção na 25.ª Cimeira Ibero-Americana, em Cartagena das Índias, na Colômbia, António Costa disse que "a economia global assenta no conhecimento e na interconexão global" e constitui "o ecossistema ideal para o empreendedorismo, abrindo novas oportunidades à capacidade de iniciativa dos jovens ibero-americanos".

"Partilhamos nessa lógica a ideia de se constituir um manual de educação para a inovação e o empreendedorismo no espaço ibero-americano, bem como a plataforma electrónica visando incentivar e facilitar a troca de informação. Outras iniciativas poderiam passar pela criação de um concurso de empreendedorismo jovem no espaço ibero-americano voltado para a sociedade civil", acrescentou.

Sobre o que se tem feito em Portugal, o primeiro-ministro referiu, "mau grado a crise económica recente, o investimento em ciência e educação ao longo das últimas décadas permitiu o aparecimento e uma cultura de jovens empresários nas áreas das tecnologias de informação e comunicação, bem como nas áreas de tecnologias avançadas como a biotecnologia".

"Neste momento, 50% do novo emprego criado em Portugal é criado por empresas que têm menos de cinco anos. E no primeiro semestre deste ano por cada empresa que encerrou abriram mais de três novas empresas. O Estado, os municípios, têm sabido identificar e incentivar este fenómeno", considerou.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG Há 2 dias

Disparate e folclore. A coisa não vai lá com concursos. O empreendedorismo - pessoal, social e empresarial - deve ser incrustado na cultura através da inclusão nos currículos de toda a fileira de ensino, desde o básico até ao superior. E deve ser acompanhado por competências em organização e gestão

comentários mais recentes
pertinaz Há 2 dias

SÓ DIZ PALERMICES E BANALIDADES

COMECE POR EXPLICAR AOS FILHOS QUE TÊM DE TRABALHAR

VAMOS A CAMINHO DO ABISMO

Juca Há 2 dias

Quando não se tem que dizer, cospe-se. A vossa sorte é haver tanto "analfabruto" neste planeta. Que tristeza!

JCG Há 2 dias

Costa, com ligeireza, confunde empreendedorismo empresarial com invenção e com inventores. Não chega ser imaginativo e inventor para transformar uma ideia de (eventual ou potencial) negócio num negócio. Tem de haver capacidade e competência de organização e de gestão. E conhecer bem o meio e context

JCG Há 2 dias

Disparate e folclore. A coisa não vai lá com concursos. O empreendedorismo - pessoal, social e empresarial - deve ser incrustado na cultura através da inclusão nos currículos de toda a fileira de ensino, desde o básico até ao superior. E deve ser acompanhado por competências em organização e gestão

pub
pub
pub
pub