Empresas Ikea coloca designers em Marte para criarem futuras colecções

Ikea coloca designers em Marte para criarem futuras colecções

A multinacional sueca de retalho de mobiliário e decoração fez uma parceria com a NASA para que os seus designers possam perceber, num simulador de Marte, como são as condições de vida em espaços reduzidos.
Ikea coloca designers em Marte para criarem futuras colecções
D.R.
Negócios 09 de junho de 2017 às 15:31

A Ikea pôs designers seus a viverem num simulador do planeta Marte para obterem inspiração para futuras colecções. Numa parceria com a NASA, a multinacional sueca pretende assim produzir uma colecção com mobiliário adaptado a espaços muito reduzidos, com base na logística das viagens ao espaço, para encontrar soluções inovadoras para assoalhadas pequenas, sublinha a Dezeen.

 

E o anúncio foi feito na quarta-feira, 7 de Junho, no seu evento Democratic Design Day. A empresa pôs uma delegação da sua equipa responsável pelo design de interiores a viver num habitat que simula Marte, na Estação de Investigação do Deserto de Marte, no Utah (Estados Unidos), para aprenderem como é viver em locais pouco hospitaleiros e exíguos, como é o caso de um acampamento no mundo exterior, relata a Wired.

 

Tudo começou quando a empresa soube que a NASA e estudantes da Faculdade de Design Industrial da Universidade sueca de Lund estavam a trabalhar em conjunto naquilo que será necessário para uma missão de três anos ao espaço. Foi então que a Ikea pediu para se juntar ao projecto.

 

"A gigante do mobiliário quer capitalizar o que os cientistas e engenheiros aprenderem com as viagens a Marte e aplicar esses conhecimentos a produtos e métodos para o dia-dia em casa", explica a Wired.

 

Deste projecto nascerá uma colecção de produtos que se adaptará perfeitamente às condições de vida da sociedade actual, entre elas a falta de espaço em casa e o crescente tamanho das cidades, refere a secção Retina do El País.

 

Segundo os dados do Ikea, liderado por Jesper Brodin, 70% da população mundial viverá em cidades até 2050. Esta colecção de imobiliário está projectada para ser lançada em 2019.

 

"Esta colaboração não tem por objectivo a Ikea ir a Marte. Mas a vida no espaço, os seus desafios e necessidades, é algo que nos desperta a curiosidade. E poderemos ver de que forma será possível reposicionarmos as coisas e pensarmos de forma cuidadosa as questões em torno da sustentabilidade", comentou em conferência de imprensa, citado pelo El Pais, Michael Nikolic, responsável criativo da empresa sueca.

 

No âmbito deste projecto, refere a mesma fonte, "a Ikea quer também conhecer em primeira mão o habitat que a NASA vai implementar em Marte, e tratar de resolver como puder, em conjunto com a agência aeroespacial, o problema da habitabilidade no planeta". Para tal, a empresa contribuirá com a sua experiência e conhecimentos sobre o que faz com que uma casa seja percepcionada como um lar – mesmo que seja em Marte.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub