Economia Importações cresceram duas vezes mais do que as exportações em Outubro

Importações cresceram duas vezes mais do que as exportações em Outubro

Depois de ter abrandado em Setembro, o crescimento das importações e exportações voltou a acelerar em Outubro. A subida das compras do exterior foi praticamente o dobro do crescimento das exportações.
Importações cresceram duas vezes mais do que as exportações em Outubro
Bruno Simão
Rita Faria 11 de dezembro de 2017 às 11:17

As exportações e importações de mercadorias voltaram a acelerar em Outubro, depois de o seu crescimento ter travado a fundo no mês anterior, sobretudo no que respeita à venda de bens para o exterior.

De acordo com os dados divulgados esta segunda-feira, 11 de Dezembro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), as exportações portuguesas de bens subiram 11,8% em Outubro, face ao mesmo mês do ano passado, após terem avançado 5,7% em Setembro. Já as importações cresceram praticamente o dobro – 21,4% - acelerando face à subida de 8,5% verificada no mês anterior.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 13% e as importações cresceram 19,9%.

Assim, o défice da balança comercial de bens foi de 1.536 milhões de euros em Outubro, o que representa um acréscimo de 613 milhões de euros face ao mês homólogo de 2016.

Segundo o INE, o crescimento das exportações deveu-se principalmente "ao acréscimo de 14,1% registado no Comércio Intra-EU (4,9% em Setembro de 2017)", enquanto a subida das importações se justificou com a "evolução das importações de países Intra-UE que aumentaram 16,9% (8,6% em Setembro de 2017".

"As acelerações em ambos os fluxos reflectiram, em parte, efeitos de calendário, dado que em Setembro e em Outubro se registaram, respectivamente, menos um dia e mais um dia útil que nos mesmos meses de 2016", acrescenta o mesmo organismo.

No trimestre terminado em Outubro de 2017, as exportações e as importações de bens aumentaram respectivamente 10,2% e 14,1% face ao período homólogo.


(Notícia actualizada às 11:23)




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

oh BCP a 0.40 - cala-te ... esta tudo farto de te ouvir...

Anónimo Há 1 semana

Estamos outra vez a caminho (lento) da banca rota, este indicador é essencial para avaliar se o país está a enriquecer ou empobrecer. O PIB está a crescer à custa do consumo do que importamos a do endividamento que essas importações acarretam. Estamos a seguir a mesma receita da que seguimos antes de 2011. Não há duvida nenhuma que somos mesmo burros (como povo), não aprendemos com os erros.

BCP : a 0.40 na SEGUNDA FEIRA Há 1 semana

na sexta vão subir os RATINGS do MILENIUM BCP e de PORTUGAL na próxima segunda feira não HAVERÁ ações do BCP a menos de 0.40

Saber mais e Alertas
pub