Economia Concerto solidário rendeu um milhão e cento e cinquenta e três mil euros

Concerto solidário rendeu um milhão e cento e cinquenta e três mil euros

O concerto "Juntos por Todos", que decorreu terça-feira em solidariedade com as vítimas dos fogos florestais, angariou um 1.153 mil euros, revertendo a favor da União de Misericórdias Portuguesas para reforçar o apoio às populações afectadas.
A carregar o vídeo ...
Lusa 28 de junho de 2017 às 01:21

Ao longo de toda a noite de terça-feira, 25 artistas portugueses subiram ao palco do Meo Arena, em Lisboa, para um concerto solidário com lotação esgotada, 14 mil pessoas, e teve na plateia figuras como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e o Presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

 

No final do concerto - que foi transmitido em directo e simultâneo pela RTP, SIC, TVI e todas as rádios nacionais -, foi anunciado que os donativos tinham totalizado um milhão e centro e cinquenta e três mil euros para ajudar as populações afectadas pelo incêndio que deflagrou no passado dia 17 no concelho de Pedrógão Grande, no centro do país.

 

Num dos intervalos da iniciativa, Marcelo Rebelo de Sousa - que foi muito requisitado pelos presentes para as já habitais 'selfies' - realçou aos jornalistas que Portugal é "uma grande Nação, uma Nação muito unida, muito solidária e muito antiga". "Quer dizer que já passou por muita coisa ao longo de nove séculos. Perda de independência, crises, guerras, catástrofes e ultrapassou sempre, deu sempre a volta por cima", recordou.

 

O chefe de Estado enalteceu que a Nação também agora "foi capaz de se unir e de ser solidária" com as populações afectadas pelos incêndios que deflagraram na região Centro, há mais de uma semana, e provocaram 64 mortos e mais de 200 feridos.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

A iniciativa foi boa e a solidariedade de todos é óptima. Já tenho muitas dúvidas é que o dinheiro chegue aonde deveria chegar! Quando fui fazer o meu donativo através do banco, estava lá logo que o dinheiro seria direccionado para a Cáritas diocesana de Coimbra. Já não fiz. Fui fazê-lo para o IBAN que passavam nas televisões e que era direccionado para as misericórdias de Portugal, mesmo assim... Agora Cáritas? quem não viu no sesta às nove que eles gastam 90% das dádivas com "a sua máquina" e só distribuem 10% a meia dúzia de pessoas! Vai lá vai...

Mr.Tuga Há 4 semanas

Tugas PACOVIOS de mierd*** !!!!!!!

Em vez de se preocuparem em MUDAR ATITUDES MENTALIDADES e incutir CIVISMO E CIDADANIA, fazem concertolas de treta.... Sempre de mão estendida e a atirar guita para cima dos problemas!

Este problema não se resolve com lamechices e PUditorios...

Camponio da beira Há 4 semanas

O fisco está atento!

pub