Ambiente Incêndios de Pedrógão fazem primeiro arguido

Incêndios de Pedrógão fazem primeiro arguido

A investigação do Ministério Público já constituiu Mário Cerol como arguido, avança a TSF. O segundo comandante do CDOS de Leiria foi o terceiro responsável no comando das operações de combate ao incêndio de 17 de Junho.
Incêndios de Pedrógão fazem primeiro arguido
Reuters
Negócios 12 de dezembro de 2017 às 10:00
A investigação judicial aos incêndios de Pedrógão Grande, ocorridos em Junho passado, já tem constituído pelo menos um arguido. Segundo a TSF, que avança a notícia, trata-se do terceiro responsável no comando das operações de combate.

O visado, Mário Cerol, é segundo comandante do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria e confirmou à estação de rádio a sua constituição como arguido no âmbito das investigações do Ministério Público às ocorrências de 17 de Junho.

O arguido, que comandou as operações ao final da tarde daquele dia, já foi ouvido no inquérito.

Na semana passada, também a TSF noticiava que um parecer jurídico pedido pela Ascendi para apurar as suas responsabilidades no fogo que assolou Pedrogão Grande ilibou a concessionária e a EDP devido ao plano municipal estar caducado.

Os incêndios de Pedrógão Grande mataram 65 pessoas e feriram mais de 200.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 12.12.2017

Calma. O homem ainda não foi condenado. Já agora: se a Ascendi e a EDP não são responsáveis por o plano municipal estar caducado, ninguém é responsável?

eduardo santos 12.12.2017

Este não deve ter protetor--------------------vai ser o bode espeatorio do Costa que deixou o País a arder e foi de férias .

pertinaz 12.12.2017

SÓ PECA POR TARDIO...

AGUARDAMOS OS RESTANTES...!!!

Camponio da beira 12.12.2017

Isso é o que eles querem, toda a vida se comportaram para um dia serem arguidos e depois absolvidos, depois dos bolsos cheios.

Saber mais e Alertas
pub